15.1.12

As Velas Ardem Até ao Fim




As velas ardem até ao fim
Sándor Márai
1942
Romance

A propósito da nova peça de teatro que estamos a tentar montar, este livro foi-me emprestado para ver se dava para ser adaptado a uma peça para duas pessoas, dado que se trata de uma conversa entre duas pessoas. Bem, não dá. É uma conversa muito egocêntrica.

Neste livro apresentam-se dois amigos de infância que de repente deixam de ser amigos. Muitos anos depois encontram-se e têm uma conversa. Nesta conversa o amigo que ficou explica a vida toda deles, mais da mulher dele, mais a morte dela, mais tudo isso, e questiona o porquê de as coisas terem acontecido como aconteceram. O outro diz "sim", "não" e "talvez" de vez em quando.

Está muito bem escrito, mas parece que falta algo a esta história. O homem fala que se desunha e nem deixa o outro responder, enquanto que o que eu queria saber era mais sobre o outro. Ficamos a saber tudo, mas só sobre um dos personagens. Ainda por cima do personagem que teve a vida mais aborrecida.

E, no final, ele acabou por não chegar a conclusão nenhuma. Vai morrer triste, este homem.

Sem comentários:

Enviar um comentário