15.1.12

1Q84




1Q84
Haruki Murakami
2009
Romance

O primeiro volume de três e uma coisa absolutamente fabulosa. Como é que este homem consegue passar 500 páginas a falar sobre quase nada e entreter-me tanto no processo é um mistério, mas sem dúvida que merece nota.

Seguimos as vidas de duas pessoas completamente diferentes, que não se conhecem e, em princípio, não estão ligadas uma à outra por nenhuma razão. Falamos de Tengo, um professor de matemática que escreve romances, e Aomame, uma instrutora de ginásio que mata homens causadores de violência doméstica. Aomame começa a sentir o mundo estranho, como se ele tivesse ficado diferente ou se fosse ela própria a ficar diferente de repente. Tengo, por sua vez, corrige um livro de uma jovem chamada Fuka-Eri, para que o possam candidatar a um prémio de literatura. Esta Fuka-Eri escreve coisas estranhas que diz ter vivido.

E é só isto.

Entretanto há uma descrição detalhada, mas quase acidental, dos procedimentos com vítimas de violência doméstica, e descrições desta, de procedimentos da máfia no mundo do negócio, das acções de grupos políticos e revolucionários e o funcionamento de seitas religiosas. Tudo isto como que por acaso. Encaixado perfeitamente, descrito com naturalidade, de uma fluidez incrível.

Os personagens, até aqueles que não são Tengo ou Aomame, são pessoas reais e perfeitamente palpáveis. Talvez sejam os detalhes sobre as suas vidas sexuais o que lhes trás mais vida. Talvez seja os detalhes do quotidiano. Mas são definitivamente os detalhes que os fazem viver. Nota-se que Murakami gosta de escrever.

Adorei este livro e recomendo muito, por agora. Espero ansiosamente o volume 2!

Sem comentários:

Enviar um comentário