31.3.13

Hakkenden: Touhou Hakken Ibun

Hakkenden: Touhou Hakken Ibun
Yamazaki Mitsue - Bandai Visual
Anime - 13 Episódios
2013
5 em 10

Estava eu passeando pelos fóruns da Aarinfantasy (onde lurko regularmente mas já não digo grande coisa, deixei de ter coisas para dizer) quando vejo um tópico sobre este anime. Mmmm, mangaka de BL, deve ser fixe. E passei a season a vê-lo. Muito defeituoso, infelizmente.

A história não está bem contada. É sobre uma guerra entre a igreja, que domina as coisas normais, e os yokai, um bando de anormais. Como todas as guerras, é muito complexa. Mas em vez de simplificarem a narrativa de forma a percebermos bem o nível de conflito em que estas pessoas vivem, eles bombardeiam-nos com personagens até ao fim. Personagens é o que esta série tem mais. É mesmo muita, muita gente (muitos gajos giros) e destes só... Três? Quatro? Parecem ser importantes para o que se está a passar. O único que apreciei foi o que se transformava em cão, porque tinha uma personalidade muito canina e eu gosto de cães. Além disso a história não é original da autora e já tinha sido animada antes. A história original é literatura clássica e é ""Nanso Satomi Hakkenden", por Bakin Kyokutei Takizawa. Fiquei com certa curiosidade em lê-la, o que pode contar como aspecto positivo. Se alguém conhecer uma tradução em formato físico por favor informe (não em formato digital. Nunca!)

Animação e arte muito fraquinhas. Temos ênfase em cenas de acção, mas elas não estão assim tão bem feitas. Os designs não fazem grande sentido, sobretudo no que respeita às roupas. Em que época é que estas pessoas vivem para usarem fardas de segunda guerra, quimonos e t-shirts tudo ao mesmo tempo? A música também não ajuda em nada, porque não podia ser mais vulgar. Não adiciona mistério nem suspense e passa completamente ao lado.

Ficou muito por explicar, porque foram 13 episódios a apresentar personagens, mas já foi anunciada uma segunda season. Não tenho grande vontade de a ver, mas sinto-me na obrigação de dar uma oportunidade a esta história, por causa do cão.

Sem comentários:

Enviar um comentário