30.11.12

Glass no Usagi

Glass no Usagi
Shibuishi Setsuko - Magic Bus
Anime - Filme
2005
6 em 10

Este anime foi feito pelas celebrações (celebrações? Festividades? Bem, aniversário) do 60º aniversário da Segunda Guerra Mundial. Assim, é um anime sobre a guerra. Tinha muita curiosidade em vê-lo por causa do nome e do tema e finalmente as Licca Subs lançaram-no com legendas (já estava preparada psicologicamente para o ver em RAW).

Infelizmente, não trás nada de novo. A guerra é a guerra e, efectivamente, não há grandes novidades nela. Não há dinheiro, há pessoas a morrer, perdemos os que nos são queridos, ficamos sozinhos, depois - mais cedo ou mais tarde - há-de acabar. Este filme segue a vida de Toshiko, uma menina, que passa por todos estes elementos e sobrevive. Mas acaba por não ser um personagem muito forte, porque a sua sobrevivência está baseada na ajuda que lhe dão e não no seu interior. Em termos de história e personagens é um filme muito simples e directo ao assunto. Não tem cenas gráficas para nos impressionar, as grandes tragédias são apenas uma pequena parte de tudo o que se passou. Assim, não creio que tenha funcionado bem como "homenagem" ao final da guerra, pois não toca de forma alguma. Por um lado é bom que seja tão realista, mas por outro lado é um filme... É suposto mexer connosco de alguma forma.

Um ponto interessante é a arte. Apesar deste anime ser de 2005 a arte é bastante antiquada, quer nos designs quer nas cores. Talvez isto seja uma evocação aos animes de guerra pré-existentes, como Grave of the Fireflies ou Barefoot Gen. Animação não temos muita e a que temos é muito simplista.

Musicalmente, existem alguns temas dentro do filme, não se limitando apenas a uma música de créditos. Quando aparecem, as músicas tornam a paisagem mais viva e, por momentos, quase comovente.

Por isso, só mais um filme sobre a guerra. Poderíamos pensar que a guerra tem muito para falar, mas pelos vistos não é assim. Porque todos os filmes são muito iguais entre si. Só infelicidade, só infelicidade, guerra é infelicidade certamente, mas vemos todos os dias gente morta na televisão por isso... O que é que interessa? As pessoas estão a sofrer, mas vamos ficar no nosso cantinho, no infinite scroll do tumblr. Estão mortas aquelas pessoas lá na Faixa de Gaza que passaram no telejornal? Estão. Mas a gente nem as conhece? É irónico estar no primeiro mundo.

Sem comentários:

Enviar um comentário