29.10.12

O Papagaio de Flaubert

O Papagaio de Flaubert
Julian Barnes
Biografia
2010

Livro que recebi num Random Act of Bookcrossing Kindness, no - evidentemente - Bookcrossing.

Eu olhei para a capa, olhei para a descrição e estava convencida que isto era um romance. Estava desejosa de o ler, gosto de papagaios. Mas não se julgue um livro pela capa. Isto não é um romance. É uma biografia romanceada. Biografia de Gustave Flaubert, autor de Madame Bovary (e outras coisas mais, das quais nunca tinha ouvido falar)

Narrado por um personagem imaginado que tem um fascínio por este autor, o livro descreve a vida dele em detalhe, com todos os simbolismos e todas as pequenas coisas captadas em cartas pessoais que poderiam definir a sua personalidade. Infelizmente, como acontece com a maioria dos autores (sobretudo aqueles de quem nunca li um livro), Flaubert não tem uma vida especialmente interessante. Escreve, bebe, apanha sífilis, tripa-se com a sífilis, tem um cão, observa um papagaio. E assim se resume a vida dele.

Isto poderia ser compensado por uma escrita muito intensa, mas - seja problema do autor ou do narrador (se assim for, parabéns ao autor) - o livro apresenta apenas listas de compras, listas de características e debates sobre se elas estão certas ou não. Houve apenas dois capítulos que me agradaram, aquele narrado pela amante de Flaubert e aquele em que o narrador fala um pouco sobre a sua relação conjugal. Parece que o narrador se identifica com Flaubert, mas as intenções são pouco claras e a conexão do narrador ao seu ídolo é flácida.

Assim, libertei este livro no Cacilheiro, logo após terminar de o ler. Ainda vieram umas pessoas atrás de mim com ele a perguntar se era meu, mas eu disse que não, que já lá estava. Espero que o registem no site.

Sem comentários:

Enviar um comentário