6.3.13

Ookami Kodomo no Ame to Yuki

Ookami Kodomo no Ame to Yuki
Hosoda Mamoru - Madhouse Studios
Anime - Filme
2012
7 em 10

Eu antes de ter um fascínio por cães, tinha um fascínio por lobos. Os lobos eram a minha vida e ainda tenho as memórias de quando queria ser um. Uivava melhor do que ninguém. Por isso este filme veio mesmo a propósito.

Hana conhece um homem lobo. Apaixonam-se e têm filhos, crianças lobo. E este filme conta a história do seu crescimento e da maneira como a mãe os educou, depois da morte inusitada do homem lobo. É uma história sobre o amadurecimento e a auto-descoberta e os diferentes caminhos que pessoas na mesma situação podem tomar. Foi realizado pelo mesmo autor de The Girl that Leapt through Time, ganhou um prémio num  festival espanhol. Promissor.

Os personagens sofrem uma evolução constante, marcada por momentos essenciais da sua vida diária, momentos bastante fortes que deixam sinais na personalidade dos intervenientes. Hana tem uma caracterização sólida e é a sua personalidade que a ajuda a adaptar-se e a mudar conforme necessário. Já Yuki e Ame tiveram soluções diametralmente opostas ao que nos foi apresentado inicialmente, o que me pareceu um pouco inadequado, pois a evolução teria de ter sido mais lenta e gradual. Também creio que teria sido mais realista, na medida em que um filme sobre crianças lobo é realista, se estas mudanças se tivessem passado na adolescência e não durante a escola primária.

A animação está interessante, com as transformações dos lobos em crianças e crianças em lobos a tornarem-se nos momentos mais giros do filme. Temos paisagens soberbas, extremamente detalhadas, e por vezes a simplicidade do design das personagens não se conjuga bem com o que está por trás deles.

Efeitos sonoros que correspondem à força visual, apesar de a banda sonora não ter nada de extraordinário. Nota para a actriz que deu voz à Yuki pequena, Kuroki Haru, que deu uma vivacidade impressionante à personagem.

No geral um bom filme. O ritmo é muito bom e manteve-me sempre atenta, o que já de si é difícil, por isso considero-o um filme bastante acessível e agradável. Pode puxar a lágrima no final, se estiverem motivados para isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário