18.1.13

Hyouka

Hyouka
Takemoto Yasuhiro - Kyoto Animation
Anime - 22 Episódios + 1 Special
2012
6 em 10

O outro anime que tive a oportunidade de ver (o primeiro episódio) no Enkai. A Hota disse-me que tinha achado giro mas que eu não ia gostar, porque era fatia de vida. Bom... Gostei e não gostei. Aliás, gostei de uma ou duas partes, o resto deixou-me totalmente indiferente.

Este anime segue as aventuras e desventuras do clube de Literatura Clássica de uma escola secundária qualquer. E que aventuras são essas? Resolver mistérios! E é este o ponto que, essencialmente, destrói a série. Porque os mistérios são totalmente, absolutamente, concretamente.... Irrelevantes. Oreki, o personagem principal, tem uma grande capacidade de dedução. E resolve os mistérios porque uma menina, Chitanda, está curiosa. KININARIMASU! Mas o conteúdo dos mistérios está desprovido de sentido e de importância.

A razão pela qual Oreki, que se apresenta logo desde o início como uma pessoa geralmente desinteressada pela vida, resolve os mistérios é, por si, um mistério. Ele desenvolve minimamente, ele passa a gostar de os resolver por si próprio e admite que se calhar até tem algum interesse no mundo que o rodeia. Mas a razão inicial para os solucionar é uma falha. Será amor? Amor à primeira vista? Isso existe? Agora que penso nisso, se calhar... Mas mesmo assim é um argumento um bocadinho ineficaz.

A arte, não sendo muito detalhada, é bela. Parece que hoje em dia é bastante fácil produzir algo de agradável à vista, pelo que tenho observado, pelo que me questiono se poderei apresentar isto como uma vantagem ou não. Em termos musicais, a música insiste que os mistérios são muito misteriosos, mas não consegue trazer-lhes qualquer tipo de interesse.

No fundo, uma série bastante vulgar. Diria mesmo... Irrelevante.

Sem comentários:

Enviar um comentário