3.1.13

Fairy Cube

Fairy Cube
Kaori Yuki
Manga - 18 Capítulos/3 Volumes
2005
6 em 10

Digamos que eu adoro Kaori Yuki. Desenha mesmo bem, toda a gente é linda. Tem momentos de arquitectura e de fundos de cortar a respiração. Tem histórias complexas mas muito bem estruturadas. Fairy Cube é a obra dela que não tem absolutamente nada disto.

Eu pensava que isto ia ser sobre fadas. Kaori Yuki cria, desta vez, um mundo fantástico onde também há fadas mas onde estas não são os elementos principais. O universo está bem concebido, mas muito pouco detalhado.

As personagens são vulgares e as suas motivações infantis (salvar a minha paixão, really?) Não evoluem de forma nenhuma, excepto Tokage que apenas o faz depois de uma revelação sobre a sua vida que o faz mudar diametralmente de posição. As relações entre os personagens são confusas em alguns momentos e o design simplificado não ajuda, pois é fácil confundi-los uns com os outros.

Em termos de arte toda a gente é bonita, isso é certo. Mas e os grandes fundos? Os vestidos detalhados? Os edifícios rocócó? Onde está isso tudo?

Eu percebo, através das notas de margem por todo o manga, que tenha sido um stress fazer isto, a autora tinha acabado de ter um bebé e esses bichos dão trabalho. É justificável que não tenha saído algo tão bom, mas a verdade é essa: não é tão bom.

No final temos um one-shot, Psycho-Knocker, que se mantém na mesma linha de Fairy Cube. No entanto a história, talvez por ser mais simples e negra, é mais interessante e divertida.

Sem comentários:

Enviar um comentário