10.2.12

Os Homens que Odeiam as Mulheres

Os Homens que Odeiam as Mulheres
Stieg Larsson
2005
Policial

Bem, vamos começar pelo livro, está bem? :)

Eu quis ler este livro porque o título me pareceu giro e porque a minha colega Rita lá da clínica mo recomendou muito. Depois a Doutora João também o recomendou muito. Por isso peguei num cartão de oferta FNAC que eu tinha e lá fui eu! (Os outros dois volumes da trilogia comprei-os na Bertrand com um desconto de 20€ no Cartão Bertrand, do qual - por sinal - possuo duas cópias) E, devo dizer, valeu muito a pena.

Este é um policial. Mas um policial a sério. O mistério é mantido até ao fim e é impossível de adivinhar o desfecho, até porque os próprios personagens não o sabem antes de nós. Mas o mais interessante é o nível de detalhe. Neste primeiro livro temos uma série de histórias que não estão cruzadas mas que estão relacionadas umas com as outras. A história da família Vanger, a história da revista Millenium, etc.

Este detalhe é conseguido por uma descrição exaustiva de todos os personagens envolvidos, até os mais irrelevantes, até os figurantes. Cada personagem aparece documentado até ao menor detalhe, mas de uma maneira fácil e interessante. Todos os personagens são tão interessantes que dá vontade de saber mais sobre eles. Temos também dois personagens principais muito fortes e muito originais. Mikael Blomkvist, o jornalista caído em desgraça e Lisbeth Salander, uma anormalóide meio gótica. Lisbeth é considerada pela maioria como o móbil principal da série Millenium, mas eu não a achei assim tão especial. Talvez porque eu conheço gente como ela. No entanto, a sua personagem encerra um certo mistério e tem uma aura de "anti-herói" que nos faz gostar dela.

De escrita fácil, sem complicações ou confusões, as ideias estão apresentadas de forma clara. As descrições são muito ricas, mas não são aborrecidas.

Um livro excelente, até para quem (como eu) não gosta muito de policiais.

Sem comentários:

Enviar um comentário