28.2.13

Mokke

Mokke
Nishita Masayoshi - Madhouse Studios
Anime - 24 Episódios
2007
6 em 10

Com este anime aprendi que não se devem ler reviews antes do tempo, porque só se criam expectativas e depois são desapontadas e depois é triste.

Este anime trata da vida normal de duas irmãs. Excepto que elas não têm uma vida normal. A mais velha consegue ver os yokai (espíritos, demónios e deuses do fantástico shintoista) e a mais nova é frequentemente possuída por eles. O anime segue as suas aventuras diárias, fatia-de-vida no mais puro sentido da palavra, normalmente intercalando uma aventura da mais velha com uma da mais nova. Lembra Natsume Yuujinchou, mas sem a carga emocional.

em minha opinião há apenas três coisas que podem tornar um anime fatia-de-vida numa obra de arte de valor: (1) Uma arte esplendorosa (como em Aria); (2) Um setting absolutamente original (como em Planetes); (3) Uma forte carga emocional. Mokke não possui nenhum destes três elementos.

A arte é bastante deprimente, sem fundos extraordinários e com um design de personagens pouco proporcional e pouco original no que respeita aos yokai. Pode ser resumida no screenshot que tirei:

Isto é, bastante má.

Em termos de personagens, as suas aventuras não parecem trazer-lhes qualquer adição ou qualquer aprendizagem. A irmã mais nova é exasperante na sua estupidez e desobediência. O personagem mais interessante será talvez o avô que, detentor de certa sapiência no que respeita a fenómenos paranormais, ensina sempre coisas úteis sobre a vida. Os contactos com os yokai são de grande simplicidade e não comovem nem fazem rir, são absolutamente indiferentes.

A música não se distingue nem adiciona nenhum tipo de emoção às cenas. Tanto a OP como a ED são do mais normal que existe. Se bem que a animação da OP engana, baseados nela pensaríamos que isto ia ser um anime muito mais bonito.

Fica uma nota para a originalidade do título: Mokke (もっけ), é o hiragana de mokke (勿怪), que significa algo como "inesperado".

Sem comentários:

Enviar um comentário