1.11.16

The Painter of Battles

The Painter of Battles
Arturo Pérez-Reverte
2006
Romance


Recebi este livro através de uma BookBox no BookCrossing. Foi a minha primeira experiência com este autor uruguaio e devo confessar que não estava extremamente motivada. Mas acabou por se revelar uma boa surpresa.

Um fotógrafo de guerra reforma-se para ir viver numa torre abandonada no sul de Espanha, onde está a pintar um gigantesco mural que relata todas as suas experiências na guerra. Subitamente, tem uma visita inesperada: um sujeito que havia fotografado há anos encontrou-o e procura, neste momento, matá-lo para se vingar pelas consequências que a fotografia teve na sua vida.

O livro não tem momentos de acção e baseia-se na conversa entre estes dois homens, com muitos flashbacks que nos remetem a momentos terríficos de guerra e descrevem a forma como o personagem tiraria as suas fotografias. Nesse campo, o livro parece estar bastante exacto, já que esta era a profissão do próprio autor. 

A forma da narrativa é também bastante original, sendo que existem muitos diálogos imersivos que não fazem uso de travessão ou outra grafia. As imagens são de pavor, de terror e provam, mais uma vez, o quão terrível pode ser uma guerra.

Os personagens estão também bastante bem caracterizados, mesmo aqueles que só aparecem em memórias.

Fica a nota para a tradução, que me pareceu terrível. O estilo do livro deverá ser único na sua língua original, mas esta tradução para inglês fá-lo ser apenas mais um romancezeco-thriller-policial-das-cenas. Estes americanos devem gostar de ter os livros todos iguais.

Sem comentários:

Enviar um comentário