8.11.16

Ondas e Outros Poemas Esparsos

Ondas e Outros Poemas Esparsos
Euclides da Cunha
1880s
Poesia

De seguida, li este curto livro de poemas. Detestei.

Este é um importante poeta e autor brasileiro que esteve envolvido em movimentos revolucionários, na sua época antiga. Este livro reúne alguns dos seus poemas da juventude. Mas o problema dele é precisamente isso: são poemas da juventude.

Nunca confiem nos vossos poemas adolescentes. Não são especiais, mesmo que vocês sejam o Euclides da Cunha. Especialmente se tiverem vivido em finais do século XIX.

Porque estes poemas são exagerados, foleiros, lamechas, plenos de uma linguagem desactualizada mesmo dentro da sua própria época, sem qualquer tipo de modernidade ou objectivo lírico sem ser um exibicionismo fremente e um mostrar de todos os talentos rímicos plenos de imaturidade.

Nem sequer escolhi um para vos citar, porque odiei todos em igual medida.

Nada mais tenho a dizer.


Sem comentários:

Enviar um comentário