23.1.17

Witch Hunter Robin

Witch Hunter Robin
Murase Shukou - Sunrise
Anime - 26 Episódios
2002
7 em 10

Há algum tempo que não via um anime de que gostasse tanto e que me desse motivação para continuar para o episódio seguinte, sem pausa, sem hesitação. Ainda assim, estou sem muito tempo (causas casas) por isso demorei um pouco a terminá-lo.

Criação original da Sunrise, fala da caça às bruxas. Neste mundo existem pessoas com poderes especiais que, devido aos problemas que podem causar para o resto da sociedade, são ostracizadas e caçadas, de forma a que se possam estudar. Entre os seus caçadores está Robin, uma rapariga ainda inexperiente que tem, ela própria, um poder especial: controla o fogo. No entanto, coisas irão acontecer e Robin descobrrá muito sobre si própria no processo.

Com uma aura que mistura um pouco do gótico com o cyberpunk, este anime tem um cenário único, quer nas paisagens quer nos designs. A narrativa deixa-nos sem fôlego: após uma breve aprese4ntação dos personagens e das suas actividades, começa a desenrolar-se o verdadeiro fio da história, com um mistério intrigante. Para o conseguir, temos um conjunto de personagens muito bem sucedido, em que praticamente todos sofrem uma excelente caracterização inicial seguida de um desenvolvimento causado pelo desenrolar da meada. Robin foi, sem dúvida, a minha preferida. Existe tanto nela que pode ser ainda explicado, tanto nela que pode ser ainda descoberto, mas também tanta força na sua depressão, nas suas d´uvidas, na sua perspectiva sobre a própria existência de si mesma e das bruxas. Estou considerando seriamente adicioná-la à minha lista de planos para cosplay :)

Este anime tem várias cenas de acção, nem sempre intercaladas com momentos mais calmos. Existe um excelente equilíbrio entre estes momentos, sendo que a animação e coreografias estão bastante criativas e bem montadas, sem fazer um uso excessivo das técnicas em CG.

OP e ED são estranhas para o contexto do anime, mas de resto temos uma banda sonora bem integrada.

Gostei bastante, venha o próximo!

Sem comentários:

Enviar um comentário