17.1.17

Florence Foster Jenkins

Florence Foster Jenkins
Stephen Frears
2016
Filme
7 em 10

Curiosamente, havia visto recentemente um outro filme inspirado pela mesma história real. Foi interessante ver as diferentes interpretações da história, sendo que nesta versão se mostra um relato um pouco mais fiel do que realmente terá acontecido.

Florence Foster Jenkins foi uma senhora da alta sociedade Nova Yorkina que amava a música. Adorava organizar concertos, sempre apresentados pelo seu marido e manager (um monologuista), e - sobretudo - cantar neles. Infelizmente, acontece que ela não sabia cantar. Não fazia ideia disso, mas a verdade é que cantava pessimamente.

No entanto, a sua carreira começa a ser um sucesso descontrolado quando ela grava um disco e o envia aos cuidados dos soldados que estão neste momento a combater a segunda guerra mundial. Será que as coisas vão correr bem? Talvez sim... Talvez não... Talvez talvez. :)

A história retrata com fidelidade a época e a sua alta sociedade, fazendo-o com muito humor, de forma discreta mas sempre corrosiva. Devemos observar estes actores no seu trabalho, se quisermos ter inspiração para essa actividade, porque se revelam absolutamente exactos, com uma técnica irrepreensível mas, acima de tudo, com uma grande paixão. Meryl Streep continua a enganar toda a gente: desta feita poderíamos mesmo acreditar de que se tratava de uma senhora doente, irresistivelmente pouco talentosa, frágil, ultra-dependente.... Mas ainda assim amável e adorada pelos que a rodeiam. Já Hugh Grant surpreende, pois confesso que nunca o tinha visto num bom papel. A verdade é que talvez a idade lhe tenha feito bem e que agora consiga revelar aos poucos todos os talentos latentes debaixo destes anos de aprendizagem.

Um filme de risos e lágrimas, que dá muita vontade de conhecer a personagem inspiradora desta história. E talvez até mesmo ouvir o seu concerto no Carnegie Hall!

Sem comentários:

Enviar um comentário