5.12.14

Na Rua Das Lojas Escuras

Na Rua Das Lojas Escuras
Patrick Modiano
1978
Romance

Como sabem, eu adoro ler os autores premiados com o Nobel. É sempre agradável, porque é garantido que escrevem sempre bem. Assim, quando Patrick Modiano foi premiado, pensei logo em comprar um livro dele para o conhecer melhor. Felizmente, uma caridosa do BookCrossing antecipou-se e colocou este a circular, tendo eu sido logo a primeira da lista. Li-o por inteiro no dia de hoje, em que andei muito tempo de um lado para o outro a fazer coisas (desta vez correu tudo pelo melhor)

Este é um policial, mas um policial um pouco diferente. Acompanhamos "Guy", um detective privado, que busca a sua própria identidade. É um jogo de perseguição, mas em que em vez de um criminoso o investigador se procura a si próprio. Isto é desde logo, um conceito muito interessante. Está explorado de uma forma muito formulaica dentro do policial, que não deixa de ser cativante.

Este investigador conhece pessoas atrás de pessoas, descobrindo pistas sobre a sua vida passada e sobre aqueles que o acompanharam nessa altura que não recorda. Acaba por descobrir que tinha amigos e é através de pessoas que os conheciam (ou pessoas que conheciam pessoas que os conheciam) que acaba por recordar o que se passou, apesar de não conseguir ter certeza sobre, realmente, quem é.

O que torna o livro mais interessante são todas as descrições das ruas e os paralelos que o personagem faz entre estas e as suas memórias enevoadas. Se a Rua das Lojas Escuras realmente existe, ela está em todas as ruas que o personagem visita ao longo do livro, num ambiente muito clássico e um pouco deprimido, que ajuda bastante na caracterização desta pessoa.

Sem dúvida que o autor escreve bastante bem, apesar deste livro me parecer um pouco simples demais para ser representativo de um Nobel. Terei, então, de realmente arranjar outro livro dele para poder saber mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário