27.12.14

A Branca de Neve e o Caçador

A Branca de Neve e o Caçador
Rupert Sanders
Filme
2012
5 em 10

De seguida irei postar os meus comentos aos filmes de Véspera de Natal. Na Véspera de Natal, cá em casa, passamos o dia a ver filmes, para à meia noite abrirmos as prendas e depois irmos todos dormir. O primeiro, da tarde, foi este.

Inspirado vagamente na história da Branca de Neve que todos conhecemos, é um filme de fantasia em que acompanhamos a épica fuga de uma princesa por uma floresta estranha, acompanhada por um caçador e - posteriormente - de anões e de um amigo de infância. A princesa é protagonizada pela miúda do Twilight, que tem o especial talento de ter cara de parva. O filme é excelente para ela, pois quase nunca fala e em grande parte da película está a fazer de morta, que é uma coisa que ela faz muito bem.

A história é simples e tem detalhes engraçados, como os poderes especiais da rainha, mas a sua concepção enfia-se na modalidade shounen: fugimos, depois reunimos um exército e depois há uma épica luta individual entre as duas partes. Para reunir o exército há um discurso que não faz sentido nenhum.

Partes da floresta estão caracterizadas lindamente, remetendo-nos para um universo fantástico muito belo. Ainda assim, não faz muito sentido que todos os animais do mundo estejam reunidos naquele local. O veado branco aparenta ter uma inspiração asiática e, talvez por isso, foi a minha parte preferida do filme.

Aparentemente, foi nomeado para óscar pelo melhor guarda roupa, aspecto do qual discordo pois estas pessoas estão sempre vestidas da mesma maneira e, para mais, todas badalhocas. Achei demasiado conveniente que a moça tivesse umas calças e botas por baixo do vestido.

Talvez este não seja o filme ideal para mim. Para outras pessoas será bom. Pareceu-me ver a minha irmã chorar no final.

Sem comentários:

Enviar um comentário