4.4.17

Dama Polaca Voando em Limusine Preta

Dama Polaca Voando Em Limusine Preta
Lídia Jorge
2013
Conto

Um curto conte de uma das minhas autoras portuguesas preferidas.

Uma senhora é obrigada a ir para o aeroporto numa limusine. Com o motorista, percorre estradas geladas, imaginando o final da viagem, acompanhada pelo estranho discurso do motorista. Diz ele que ela é igual à sua falecida esposa.

O conto é simples e não tem exactamente um enredo. A sua principal qualidade é a descrição do ambiente frio, soturno, assustador. A perturbação da senhora quando confrontada com as palavras do motorista, as expectativas do que poderá vir a acontecer: será que ele lhe vai fazer mal? Será que vão chegar ao destino?

As críticas principais a este conto, indicam que não traz nada de novo. Mas um conto não precisa de trazer nada de novo. Basta contar uma história. Basta relatar um momento. E, neste caso, o momento é surreal. Estranho.

Eu, por mim, gosto disso.


Sem comentários:

Enviar um comentário