14.4.17

Cartas da Guerra

Cartas da Guerra
Ivo M. Ferreira
2016
Filme
4 em 10

Este filme esteve no cinema aqui ao pé e queria muito ir vê-lo, mas não foi possível na altura. Assim, quando vimos que estava disponível por streaming, decidimos vê-lo em casa.

Um desapontamento completo.

Inspirado nas cartas de António Lobo Antunes para a sua esposa durante a sua estadia na guerra colonial em Angola, este filme é uma sucessão de textos, narrados por uma voz feminina (que se pensa ser a esposa), acompanhados por cenas a preto e branco daquilo que seria a guerra colonial em Angola.

Apesar de termos paisagens muito belas para ilustrar, o filme acaba por ser um aborrecimento indescritível: as cartas estão descontextualizadas, já que não existe qualquer tipo de caracterização dois personagens (ainda por cima, tendo em conta que existem mesmo e estão vivos). O resto dos diálogos é muito fraco e as interpretações não merecem grande destaque. De todos os modos, o argumento não o permite, pois são palavras que se sucedem a palavras e perdem rapidamente o seu sentido.

Um filme que ficou muito aquém das expectativas.

Sem comentários:

Enviar um comentário