1.12.16

Carneiros

Carneiros
Grímur Hákonarson
Filme 
2016
7 em 10

Mais uma vez, fomos ao cinema na biblioteca, desta feita para ver um recente filme islandês que tem dado que falar.

No norte da Islândia, uma comunidade vive com e pelos seus carneiros, que criam e vendem e, de alguma forma, amam. Dois irmãos não se falam há quarenta anos e nem os carneiros os podem unir. Quando um dia se descobre que os animais estão infectados com scrapie e devem ser abatidos compulsivamente de forma a eliminar o foco da doença, um dos irmãos decide guardar alguns. Mas correm todos um grande perigo...

Este é um filme poético e contemplativo, que caracteriza o modo de vida numa região remota da uma ilha remota, para além de falar da evolução da relação fraternal e como um objectivo em comum pode acabar com todas as quezílias. Os personagens estão excelsamente caracterizados, com diálogos e discursos plenos de realismo e sempre com um toque de humor.

Mas o que mais me impressionou foram mesmo as imagens que, plenas de simplicidade, transmitem um ambiente nostálgico e praticamente inacessível, em que todos os elementos da natureza estão contra a humanidade e, mesmo assim, esta se consegue adaptar e viver os seus hábitos, descobrindo através dela coisas importantes para o seu crescimento colectivo.

Também a banda sonora me impressionou muito, sendo que o tema principal é uma peça em piano melancólica mas altamente viciante.

Um filme excelente que recomendo a todos os que tiverem oportunidade de o ver.

Sem comentários:

Enviar um comentário