20.12.16

Amor de Perdição

Amor de Perdição
Camilo Castelo Branco
1861
Romance 

O que dizer de um romance que, logo pelo título, se vê que vai ser uma tragédia de faca e alguidar? Curiosamente, ainda não tinha experimentado este clássico da literatura portuguesa, pelo que acabaou por ser uma boa experiência de qualquer forma. :)

Esta é uma história de amor, de triângulos e quadrados amorosos, em que tudo corre pior do que o esperado pela própria imaturidade dos personagens envolvidos. A progressão da história procura sempre comover o leitor (ou a leitora, na visão do autor), sendo que o final tem um exagero tal que quase se torna um pouco cómico.

Ainda assim, o livro tem um certo sentido de humor, uma ligeira ironia presente em todo o lado, o que torna a leitura ligeiramente mais leve. Está tudo escrito de forma antiquada, o que é adequado à época, sendo que há aqui um bom relato dos hábitos e costumes do Portugal do século XIX.

Por vezes a leitura foi um pouco densa, mas à medida que os personagens se vão desenvolvendo e a história se aproxima de uma tragédia inevitável tudo se torna mais interessante.

A título de curiosidade, diga-se que esta história foi baseada em factos reais, ocorridos com o tio do próprio autor. :)

Sem comentários:

Enviar um comentário