28.12.16

Brigadoon: Marin to Melan

Brigadoon: Marin to Melan
Yonetani Yoshitoni - Sunrise
Anime - 26 Episódios
2000
5 em 10

Este é um anime tão difícil de categorizar como de classificar. Na verdade, estava dividida entre o 7 e o 5: tudo o que eu não queria era dar mais um 6. Acabei por me decidir por uma nota mais baixa, pelas razões que veremos de seguida.

As tags para Brigadoon incluem mecha e comédia, mas este é um anime que sai fora da caixa: não é propriamente um mecha, apesar de ter robots, não é propriamente uma comédia. Não é propriamente ficção científica. Não é nada exactamente, mas com isso consegue ser muitas coisas ao mesmo tempo.

Passado nos anos 60, o que já de si é coisa rara, conta a história de uma menina - Marin - que conhece um robot - Melan - e se torna amiga dele. Mal sabe ela que terá de lutar contra uma série de monstros fantásticos que ameaçam a realidade do espaço-tempo actual, enquanto tenta equilibrar a sua estranha vida familiar e suas amizades. A história pode parecer um pouco confusa, mas acaba por estar bem estruturada de uma maneira que lhe é muito própria. Desde o início que existe uma violência presente, muito subtil, mas que vai crescendo em tom à medida que nos aproximamos dos episódios finais. Nessa medida, é um anime um pouco surreal, pois violenta as suas personagens de formas inimagináveis, de forma a chegarmos ao objectivo final que... Não passa de uma história de amor.

O que me fez dar a nota mais baixa foi, sobretudo, a arte. Temos de admitir que nas cenas de acção está muito interessante, com sequências originais e uma fluidez muito agradável, sobretudo considerando a data de lançamento. No entanto, todas as outras cenas são descuidadas, quase rascunhos, em que não há o mínimo cuidado no detalhe ou sequer na anatomia (os personagens nem sequer têm mãos!). Fiquei sem perceber exactamente se isto é um efeito propositado ou se simplesmente guardaram o orçamento todo para as cenas de luta.

Musicalmente também não existe muito a apontar, embora a OP e ED sejam muito, muito irónicas. Fique a nota para os actores de voz, que conseguem imprimir tanto um ar de comédia (que não existe) como um ar mais sério (que também não existe) nos momentos adequados.

Um anime que não deixa ninguém indiferente. Apesar da nota baixa, sugiro solenemente que o vejam com urgência.

Sem comentários:

Enviar um comentário