2.12.16

A Jangada de Pedra

A Jangada de Pedra
José Saramago
1986
Romance

Eventualmente o livro mais bizarro de Saramago que tive o prazer de ler.

Um grupo de pessoas faz coisas bizarras e, nesse momento, os pirinéus partem-se ao meio e a Península Ibérica começa a navegar mar afora. Essas pessoas depois encontram-se e desenvolve-se uma relação entre elas, para além do facto de os governos do mundo estarem a tentar lidar com a situação de dois países andarem a divagar pelo oceano.

Ao contrário de outros livros de Saramago, este pareceu-me estranhamente incongruente e, de certa forma, pouco planificado. Existem elementos da história que acontecem quase "por acaso", sendo que parece que subitamente o autor encontrava problemas (como o choque iminente com os Açores) e depois os solucionava de uma forma qualquer. Isto foi deveras estranho.

Para além disso as relações desenvolvidas entre os personagens, tão bem caracterizadas ao início, acabam por se tornar inconsequentes. Há por todo o livro uma imensa carga simbólica (no novelo de lã, na pedra em forma de barco, etc.) que, infelizmente, me escapou completamente. Ela está lá, mas qual o seu significado? Gostaria de ler alguma análise sobre este livro para que o possa compreender melhor, portanto se alguém tiver alguma sugestão será bem vinda :)

Apesar de tudo isto, o livro é muito rico em detalhes "Saramaguianos", tendo um discurso pleno de leveza e humor e trazendo sempre à baila temas difíceis, mas com tanto carisma que não podemos deixar de nos rir deles.

Um livro curioso que, como sempre, dá vontade de escrever.

Sem comentários:

Enviar um comentário