17.10.15

Mahou Shoujo Tai Arusu

Mahou Shoujo Tai Arusu
Ashino Yoshiharu - Studio 4ºC
Anime - 40 Episódios
2004
7 em 10

Sem dúvida um dos melhores animes que vi nos últimos tempos. Com um estilo alternativo e uma história curiosa, é o tipo de anime que nos mostra um universo único e fascinante.

Arusu é uma miúda que acredita na magia e nas coisas boas que ela pode trazer. Mas, assim que se vê transportada para um mundo de bruxas e feiticeiros, a primeira coisa que faz é, claro está, porcaria... Ela liberta as fadas que as bruxas tinham cativas, por acreditar que não é justo aprisioná-las. Mas essa libertação faz com que a caça às fadas, pela parte de todos os habitantes deste mundo, comece a ficar descontrolada. Porque há quem as queira usar para fazer magia negra e isso pode levar à destruição do mundo!

A história é muito original, sem nenhum tipo de estrutura repetitiva que a torne previsível. Na verdade, acaba por se tornar numa viagem de Arusu pelo universo em que se encontra, quer seja buscando as fadas ou lutando contra vários tipos de feiticeiros. Assim, a história funciona - de certa forma - como uma forma de mostrar o universo. Este é, sem dúvida, um dos lugares mais criativos que tenho visto em anime. Para começar, existem regras estabelecidas e detalhes que tornam a vida deste lugar único e muito realista. Podemos ver que há vários tipos de pessoas, com várias funções, vários tipos de facções opostas mas também de aliados. É um universo riquíssimo e cheio de pequenas coisas fascinantes, habitado por pessoas que, dentro do contexto, são realistas mesmo sendo únicas.

As personagens estão bem caracterizadas, tendo personalidades únicas e características que potenciam o desenvolver da história. Talvez a personagem mais fraca seja mesmo Arusu, a principal, pois a sua atitude positivista em relação aos poderes mágicos acaba por ser um pouco repetitiva. As suas amigas têm muito mais desenvolvimento, tendo em conta a sua caracterização inicial, o que acaba por ser altamente estimulante. E, para além deste trio, existem muitas outras personagens que não são deixadas para trás, sendo-lhes dados passados e futuros que nos deixam sempre com vontade de saber mais sobre elas.

Para tudo isto funcionar, temos um estilo único e designs originais e espectaculares. É anime, mas com um estilo que não é anime. Existem cores por toda a parte e os traços angulares funcionam extremamente bem. Infelizmente, existem momentos em que a animação poderia ter estado muito melhor, o que apenas demonstra que apesar de tudo este anime não teve um grande valor de produção (note-se que são 40 episódios, mas com 11 minutos cada um). Há muitas cenas estáticas e no geral pouco detalhadas em termos de movimentos. O mesmo não acontece com os cenários, que são altamente complexos e que nos levam a querer saber cada vez mais acerca deste mundo fantástico.

Musicalmente, temos alguns temas instrumentais que nos dirigem para a acção, que acaba por ser comprometida pelos defeitos da animação que referi anteriormente. A OP é pouco clara, mas a ED é carinhosa.

Um anime extremamente original, acessível para todos. Recomendo vivamente.

Sem comentários:

Enviar um comentário