29.10.15

A Montanha Cobria-se de Negro

A Montanha Cobria-se de Negro
Dias de Melo
2008
Romance

Quando fui aos Açores comprei este livro como recordação. Infelizmente, foi muito menos bom do que o que eu estava à espera. Para começar, vim a descobrir que se trata de uma edição de autor que está pejada de erros de tipografia. E depois porque a história, que eu esperava bela, cheia de sentimentos bonitos como as ilhas a que pertencem, era bastante fraca.

Trata-se de uma narrativa muito simples de dramas e contra-dramas entre pescadores de baleias, os chamados baleeiros, com uma descrição absoluta e mais ou menos exacta da vida destas pessoas na ilha do Pico durante a Segunda Guerra Mundial e algumas coisas que daí advêm. Infelizmente, os personagens -que parecem ser inspirados em pessoas reais - não possuem caracterização bastante que torne esta história em algo interessante. Para além disso, o fim deixa muito a desejar e o livro parece estar incompleto.

A parte mais curiosa será, sem dúvida, o estilo de escrita. Tem uma linguagem muito própria e única das ilhas (o que me levou a ler o livro todo nesse sotaque), fazendo uso de muitas expressões típicas. Retrata também muito bem a miséria da época e a forma de viver destes baleeiros, muito simples e com boas comidas e bebidas. 

Infelizmente, palavra sim palavra não, o autor faz uma nota de rodapé a explicar o que significa. Algumas merecem explicação, mas outras são correntes no Português continental também.

Enfim, acaba por ser uma boa memória da viagem. :)

Sem comentários:

Enviar um comentário