26.10.16

Samurai Champloo

Samurai Champloo
Shinichiro Watanabe - Manglobe
Anime - 26 Episódios
2004
8 em 10

Já tinha visto este anime há muito tempo e agora revi-o juntamente com o Qui, que vem gostando de trabalhos deste realizador e animador. :) E, mais uma vez, Watanabe não desaponta!

Esta é a história de três pessoas que se unem em busca de um misterioso homem, depois de uma série de contratempos. Juntos, sempre prestes a separar-se, vivem aventuras diversas, sempre salvos pelo poder da espada. Na sua viagem encontram coisas cada vez mais bizarras e, também, mais perigosas. Será que vão conseguir safar-se?

A história é semi-episódica, com alguns arcos de dois a três episódios, relatando o caminho diário destas três pessoas, Fuu, Mugen e Jin. Há muita crítica social e muita diversão à mistura, mas quando falamos de coisas sérias também há uma lógica dentro do arco e conseguimos manter sempre o foco no objectivo final, o de encontrar o samurai que cheira a girassóis. Nesta secção, o autor explora um assunto sério e que vemos pouco no anime: o tratamento dado aos cristãos no Japão na época Edo. Muito original e bastante bem concretizado.

Mas o realmente cativante deste anime são as personagens. Cada um deles tem uma história pregressa que os tornou tal como são hoje, mas nem por isso deixam de evoluir, individualmente e, sobretudo, uns com os outros enquanto companheiros e amigos. A caracterização é perfeita, sendo que não se deixa de parte um certo traço cómico em cada um, e o desenvolvimento também não lhe fica atrás: os personagens que conhecemos no início já são outras pessoas daquelas que vemos no final da série.

A animação é feita com poucos recursos, sendo evidente que o nível de produção não é especialmente alto (sendo que existem muitos flashbacks repetidos, por exemplo). Com os possíveis, foram feitas sequências com resultados impressionantes. Não é todos os dias que vemos uma luta de samurais em break-dance!

Finalmente, a música. Trata-se de uma banda sonora com 4 volumes e é das minhas preferidas dentro do universo dos animes. Hip-hop instrumental, alguns sons spoken-word e muita música tradicional japonesa com respectivos instrumentos. Uma variedade brilhante com alguns temas absolutamente memoráveis, obra de Fat Jon e o saudoso Nujabes.

Uma série que foi um gosto rever e que recomendo vivamente a todos!

Sem comentários:

Enviar um comentário