25.10.16

Ganbatte! Japanese School Festival 2016

Ganbatte! Japanese School Festival 2016
Evento
Ora bons dias a todos! Hoje é dia de vos falar do evento do passado fim de semana, em que participei na qualidade de pessoa normal. :)
Será importante começar por dizer que nos dias anteriores ao evento estive profundamente doente, com uma constipação que perfeitamente simulou um atropelamento por camião de suínos. Assim, não consegui preparar-me adequadamente para a minha participação no concurso, pois tinha de estar aos saltos para ensaiar e a minha condição corporal não me permitia fazer grande coisa. Apesar de tudo, os deuses da aspirina salvaram-me e, assim, consegui ir ao evento de todos os modos. Carregada com grandes malas lá me meti dentro do carro e ala que se faz tarde!
Lá chegada, a primeira má notícia era que não podia estacionar ao pé da escola. "Estes lugares são para os estudantes das aulas de Japonês" (ok) e "Ali em cima é para o staff" (ok). Portanto disse "vou estacionar ali no lugar do embaixador que é meu conhecido" (o que não deixa de ser verdade) e fui estacionar ao pé da embaixada, que de qualquer forma não é assim tão longe. :) Seguidamente, carreguei alguns objectos até à entrada e coloquei-me numa fila que não andava nem para trás nem para diante. Três minutos depois fartei-me e fui buscar também o meu fato. O meu fato todo branco e chuva começando a pingar, ai! Perguntei a um staff o que fazer e o jovem informou-se que eu deveria aguardar na fila da lentidão. Quando manifestei o elemento de que o meu fato ia apanhar chuva, prontificou-se imediatamente para o guardar no casinhoto da entrada, sendo que outra mocinha simpática me ofereceu uma sombrinha. Mas a chuva não estava assim tão agressiva, pelo que aguardei a minha vez com toda a paciência. Quando ela chegou, demoraram um pouco a encontrar a minha identificação. E quando finalmente paguei não havia troco para ninguém: as moedas haviam desaparecido! Assim, disse-lhes que ficassem com o troco, que o iria buscar mais tarde.
Falando em troco e dinheiros, quando me inscrevi aproveitei para perguntar, mais tarde, se os cosplayers do concurso teriam de pagar bilhete (é uma questão válida, parece-me). Disseram-me que sim, evidentemente, pois estaríamos a concorrer por diversos e fabulosos prémios. Tudo bem. Mas devo referir que o evento estava caro. Para um evento de pequena dimensão, numa escola, o preço estava um pouco elevado. Convidei até uma série de pessoas para virem comigo, que afastaram essa possibilidade quando lhes disse o valor do bilhete. Bastava baixarem um simples euro e, penso eu, a adesão teria sido muito mais abrangente.
Mas continuemos!

Assim que entrei, busquei o local onde os cosplayers poderiam trocar de roupa, para poder deixar lá minhas pequenas tralhas e estar mais à vontade. Foi quando me informaram que, efectivamente, existia um balneário para os cosplayers, mas que não poderia ir para lá porque estava a haver uma palestra. Que me trocasse na casa de banho. Que guardasse as tralhas no bengaleiro. Para descobrir esta informação ainda andei muito de um lado para o outro com todas as coisas às costas, mas acabei por as abandonar aos cuidados de um staff no bengaleiro. Não me deixaram pagar o bengaleiro, obrigada! :)

Depois vagueei um pouco por aqui e por ali. O espaço era excelente. Dentro de uma enorme escola, reservaram para o evento um pavilhão e um auditório, sendo que o espaço estava assim dividido em diversas salas, cada uma com um tema. Estava tudo bastante bem dividido, o que acabava por diluir um pouco a população presente, mas penso que se houvera havido uma enchente talvez tivesse sido um pouco complicado circular. Havia Artist Alley, Creative Alley, Lojas, uma Zona Zen onde estava pessoal, a zona da Jan Ken Pon, duas salas de workshop, uma sala para maiores de 18 que não vi... Havia mesmo muitas coisas para ver!




 Prova de que estamos numa escola, não esquecer!



Entretanto achei a Ana-san, que estava na organização para dar um workshop de Japonês e para avaliar o concurso de Maids. Que, aparentemente, tinha apenas uma participante, mas conseguiram arrepanhar mais meninas algures. Ainda as vi numa luta intensa com um pacote de ketchup, num simulacro de omurice (que já fizemos em casa e é delicioso, diga-se de passagem). Como isso me deu uma fome medonha, fui almoçar a um restaurante próximo, já que conheço todos os da zona. Infelizmente aquele onde queria ir estava fechado, o que me deu grande pena: é um restaurante mesmo bom. Se forem da área ou estudarem naquela escola, vão lá: é "O Cantinho da Mafalda" e tem um menu bem barato e delicioso, sempre com comidas diferentes! :)

No regresso, procurei as salas dos workshops, pois iria ter um Workshop de Argumento. Como os processos digitais da sala original não estavam funcionando muito bem, fomos para outra e lá assistimos a um workshop/palestra sobre argumentos para banda desenhada, dirigido por um argumentista da Jan Ken Pon. Foi giro e tirei muitos apontamentos. Aprendemos, tendo como base duas páginas da BD do próprio palestrante, três métodos diferentes para explicar ao nosso desenhador como vai ser a história. Fiquei com muita vontade de experimentar um mix de dois, pois adorava escrever para BD. :) Se alguém conhecer alguém que conhece alguém que goste de desenhar e procure um texto, avisem-me!

Aproximava-se, de forma galopante, a hora do concurso, pelo que achei melhor ir buscar minhas tralhas ao bengaleiro (ainda lá estava o mesmo staff) e procurar, então, o balneário para me vestir. Encontrei-o mas... Não podia lá entrar. Estava a haver um concerto (Kishi Kasei, parece-me). Portanto indicaram-me, mais uma vez, a casa de banho. E eu pensei... "Atão". Parece-me que nesta fase do campeonato, ter um lugar para os cosplayers se vestirem é o mínimo da delicadeza que se pode ter. Afinal, havia tantas salas e salas que podiam perfeitamente ter reservado uma para vestiário, balneário ou que fosse. Enfim, fica dado o recado...

Andei por lá vestida com meu vestido branco e minhas asas e meu coração, tirando fotos a pessoas e tendo fotos tiradas. Falei com um rapaz que pensava que eu estudava ali, coisa com a qual me fartei de rir (já saí da escola há, tipo, três milhões de anos). Fui reparando que o evento estava composto, mas não estava assim muita gente, de todo. Na verdade, quase dava a sensação de que havia mais staff e convidados do que visitantes: cada vez que olhava para alguém, lá tinham a fita de convidado! Não tirei fotos a ninguém do staff porque odeio aquela t-shirt que eles estavam a usar (mas é implicância minha, nada contra)

Assisti também a uma apresentação de um grupo de live-action fight games, ou como era, que consistiu em dois gajos vestidos com cenas a baterem um no outro pela escada abaixo. Quando vi o colchão no rés do chão e eles lá em cima no segundo andar, pensei que se fossem atirar dali de cima e comecei a pensar logo em manobras de ressuscitação. Mas não, tal não aconteceu.





Perto da hora do concurso, descobri os jurados. Pessoas que conheço há tempos e são muitos queridas para mim. <3 Eles quiseram avaliar o meu fato ponto a ponto, o que foi um pouco cómico, porque o fato não tem nada que avaliar. É só um vestido, com corpete (que tem a sua técnica, mas nada de mais), uma saia em viés, umas asas recicladas de outro fato e um coração com espuma dentro. Até me perguntaram "alguma técnica especial que usaste?" e eu "não nada, super simples! =D" Depois falámos um pouco do Mr. Brown, que agora já tem cara. :) Apareceram entretanto umas sete mil noivas (ok, eram 9, mas pareciam bués), as noivas de Santo António, que estavam ultra-lindas e foram avaliadas uma a uma, o que acabou por atrasar um pouquinho o nosso horário. Sem problema: elas tiveram de participar no Sábado pois no Domingo não podiam (penso eu que era assim?) e até foi uma coisa boa, porque assim o concurso ficou ligeiramente mais composto.

Porque éramos apenas duas concorrentes. D: Bem, pelo menos o segundo lugar está garantido! Primeiro foi a outra mocinha, que também tinha um fato muito loko (amei o chicote!) e fez um skit bem simpático e depois fui eu e depois foram as noivas de Santo António que fizeram uma apresentação fantástica (eu só vi de costas, mas adorava ter estado no público para ver!). Quanto a mim, o que dizer do meu sukito? Desde há muito, muito, muuuito tempo que queria fazer uma apresentação com esta música. Sei que é uma música ultra-rebuscada, porque é um dos sons do nosso saudoso Batatoon, que a referência ia passar ao lado de toda a gente, mas a verdade é que adoro mesmo este sonoro. Passo o tempo todo a cantá-lo, lol. Assim, quis fazer um skit bem simples que fizesse as pessoas sorrir um bocadinho. Espero ter conseguido! :) Infelizmente nem tudo correu perfeitamente, porque me puseram a vara das fitas do lado oposto ao suposto e isso baralhou-me o esquema: não tinha ensaiado o suficiente, devido ao meu processo patológico, para poder improvisar convenientemente. Para além disso, o efeito do meu vestido tomara-que-caia foi bastante visível, porque o gajo ia-me caindo pelos ósculos abaixo, conforme vi no vídeo. Mas alguma força misteriosa impediu que isso acontecesse, pelo que digamos todos um ámen colectivo, ok? ;D

De todas as formas, poderão ver o meu skit breve, brevemente, na minha página de cosplay. =D

Quando anunciaram os prémios, estava toda contente a bater palminhas porque a outra moça tinha ganho a Menção Honrosa. Digo-vos, naquele momento nem associei que, se éramos duas, eu teria necessariamente de ter ganho o primeiro lugar. Estava genuinamente feliz por a menina ter ficado com um prémio, como se em vez de duas fôssemos vinte e três! Portanto, fiquei também genuinamente espantada por ter ganho o primeiro lugar! Isto nem sequer faz sentido, mas fazer sentido nunca foi o meu forte... D: Portanto, ganhei cenas! CENAS! Então:

  • Uma videoshoot com a CMR Produções (o Kawatta-kun, com o qual tenho de falar, já que entretanto pensei e tive uma ideia!)
  • Uma photoshoot com o ShadowShaper (também tenho de ir falar, também tive uma ideia!)
  • 20% de desconto nos patrocinadores oficiais
  • Um prémio surpresa (um pacote de pocky) 
São prémios lokos e um pouco diferentes do habitual, pelo que fiquei bastante contentinha. :) Peço desculpa aos parceiros dos prémios por não ter ido logo falar, mas estava desejosa de tirar o fato e ir para caselas. Ainda não tive tempo de alinhar as antenas para falar na net, também, mas farei isso brevemente! Obrigada! Desculpem!

De resto, aproveitei o descontozinho e comprei algumas cenas. Provei também, antes de tudo isto, o meu primeiro Bubble Tea: absolutamente delicioso! Refrescante, alimentício, maravilhoso! Adorei! Mas, as coisas que arranjei:



  • Um bloquinho muito giro
  • Uma Funko Pop da Bulma
  • Uma caneca KimiDoll (não estava com desconto, mas fizeram-me o imenso favor, obrigada :)
  • Um pacote de pockys de morango que desapareceu muito rápido
No tema das Funko Pops, informo que foi a minha primeira e que nunca mais arranjo nenhuma. Eu já não gostava assim tanto do ar dos bonecos, que parece que estão todos mortos mas descobri agora que os gajos não se aguentam em pé . Caem para o lado com o peso da cabeça! Qual é a lógica disto? Penso que é suposto tê-los sempre dentro da caixa, mas qual é a piada de ter um boneco dentro da caixa? Que desapontamento!

Assim foi o evento e... Esperem! Falta uma coisa importantíssima!

FOTOFOTO




 Parceira de concurso! <3





 Ana-san, eu salvava-te se não estivesse a tirar a foto
 As minhas amigas piriris, com quem tive uma interessante conversa sobre ranho



 Buéda noivas! Fiquei com pena de não ter apanhado uma foto melhor...



Em conclusão: foi um evento muito simpático e divertido, apesar de pequenos detalhes que podiam ter corrido melhor. Como dizia ao organizador, acho que estes eventos fazem falta, para não ser só Ibers e cenas dessas. Às vezes faz falta voltar um pouco às nossas raízes, penso eu, com eventos pequeninos, de convívio e com diferentes actividades do habitual. No entanto, o preço era elevado para o conteúdo e, sobretudo, foi um bocadinho difícil ser cosplayer neste evento, pois as condições eram muito precárias. Mas enfim, são tudo aspectos que poderão melhorar um dia. Aguardo a próxima edição! =D

Nota: Esqueci de dar agradecimentos devidos à Ana-san, que acabou por não poder assistir ao sukito, ao staff Ivo Anjo, que fez o favor de gravar o sukito (somos anjos! Unidos pelo destino!) e a todas as pessoas que depois acabaram por permitir a minha entrada no backstage, que estava cheio de projectores e rapazes em tronco-nu. OBRIGADES A TODES! <3 <3

Sem comentários:

Enviar um comentário