26.10.16

Plantas Inspiradoras Plantas Inspiradas

Plantas Inspiradoras Plantas Inspiradas
Exposição
Ficámos com um pouco de tempo no dia de hoje, portanto decidimos ir à Casa da Cerca ver uma exposição que tinha visto no guia da cidade de Almada. Conforme a descrição no site:

As plantas do Chão das Artes – Jardim Botânico, tais como o girassol, a papoila, o lírio, a rosa, o cravo, o trigo, o nenúfar, a amendoeira, a romanzeira e o amor-perfeito, que serviram de inspiração a vários artistas ao longo da História da Arte, dão o mote a uma exposição documental.
 
Através das reproduções de algumas das mais emblemáticas obras de arte refere-se a relação com as artes plásticas enquanto fornecedoras de matérias-primas para a sua realização, mas também os seus usos na alimentação ou medicina e curiosidades com elas relacionadas.
 
Estas plantas existentes do Chão das Artes são igualmente inspiração para uma coleção de flores cerâmicas que, ao longo do ano, serão colocadas nos canteiros da Estufa. Estas «flores artificiais» foram criadas por grupos de alunos de cerâmica de várias instituições de ensino convidadas a integrar este projeto.
Portanto, lá chegados, começamos por ver a exposição do artista residente do momento, que consistia numas folhas com riscos que, penso eu, pretendiam simular umas estruturas ondeadas que estavam no chão.
Depois fomos ver as plantas. Nos canteiros onde costumam estar as flores da estufa, estavam flores de cerâmica, cada canteiro com uma espécie. Para além disso havia uns quadros informativos onde mostravam as plantas em diversos quadros. As cerâmicas foram concretizadas por alunos de várias escolas (de secundárias à Belas-Artes) e eram bastante divertidas! Tirei foto-foto :)






Depois ainda vimos uma outra exposição de uma artista mais consagrada, Maria Beatriz. O nome da exposição era "Trabalho de Casa" e trata-se de uma colectânea de colagens e outros desenhos de muito interesse, percorrendo décadas desde os anos 60 à actualidade. São imagens um pouco brutalizantes de pessoas nuas e bastante horrendas, mas algumas eram muito interessantes. Gostei sobretudo das tapeçarias e da última sala que tinha alguns temas mais pop.

Assim foi a nossa tarde. Estas exposições ainda estarão por mais algum tempo na Casa da Cerca, portanto, porque não visitá-las? :)

Sem comentários:

Enviar um comentário