28.2.16

Mujin Wakusei Survive

Mujin Wakusei Survive
Yano Yuuchirou - Madhouse Studios
Anime - 52 Episódios
2003
6 em 10

Estive dividida em relação à nota a dar a este anime, mas acabei por me decidir pelo lado superior porque gostei realmente de o ver. Não sei, foi um anime que me entreteve para catano!

Um grupo de sete jovens que vivem numa estação espacial (algures no espaço) vai numa visita de estudo para visitar um planeta. Infelizmente, a nave que os transporta é absorvida por ondas gravitacionais (finalmente provadas como existentes) e acaba por se despenhar numa ilha isolada num planeta desconhecido e, aparentemente, desabitado.

Assim, numa espécie de argumento do Senhor das Moscas um pouco mais infantilizado, eles têm de fazer todos os possíveis para sobreviver. E assim prossegue o anime como uma espécie de fatia-de-vida de um grupo de adolescentes numa ilha sem qualquer tipo de recurso, o que acaba por ser bastante cativante. Infelizmente, ficam algumas coisas por explicar. Por exemplo, que nave era aquela que os transportava que tinha todo o tipo de materiais possíveis para a construção de armas e ferramentas? Como é que estes adolescentes que nunca viram uma planta ao natural são capazes de construir tais armas e de identificar quais são as coisas próprias para comer ou não? Se não há medicamentos, como é que eles souberam que as plantas eram medicinais para baixar a febre? E assim por diante. Depois a história acaba por ganhar um rumo, a partir do momento em que eles encontram Adam, e as conclusões que são retiradas acabam por ter algum valor filosófico e moralizante, sobretudo tendo em conta que este anime é dirigido a crianças um pouco mais pequenas.

Os personagens não possuem muita caracterização, o que me trouxe um pouco de tristeza. No entanto, a sua simplicidade funciona dentro do contexto. No entanto, também não evoluem. As suas reacções emocionais parecem desfasadas da realidade em que se encontram, o que torna todos os momentos que deveriam ser emocionantes (por exemplo, a morte de alguém) é algo que acaba por ser um pouco indiferente.

A animação está bastante aceitável, sendo que os fundos que caracterizam a ilha, assim como os designs de plantas e animais, dão uma sensação de habitat plena, um sentimento de que nos encontramos nós próprios naquela ilha. Mas há também muitas cenas recicladas e repetidas, assim como constantes flashbacks que aparentam servir apenas para ocupar o tempo e completar as 4-cours para a qual o estúdio recebeu contrato.

A OP e a ED são infantis e um pouco ridículas, assim como as animações correspondentes. Isto acaba por estabelecer todo um ritmo para a série que poderia passar ao lado se as músicas fossem demasiado sérias.

Assim, não recomendaria este anime à primeira vista, mas para uma pessoa um pouco mais experiente em busca de diversão, é uma boa série para passar o tempo.

Sem comentários:

Enviar um comentário