7.6.15

A Mulher de Porto Pim

A Mulher de Porto Pim
António Tabucchi
1983
Contos

A propósito da minha Viagem à Macaronésia, o meu pai - por sugestão da minha mãe - emprestou-me este livro sobre os Açores, pela perspectiva de um senhor italiano cuja escrita já conhecia (mas não me lembrava).

É um livro muito, muito pequenininho, com algumas histórias - inventadas ou não - sobre a realidade dos aAçores. O facto principal é que estas ilhas foram e são ponto de passagem obrigatório para os navegadores. Assim, muitas coisas acontecem que são simplesmente temporárias. Isto é especialmente forte no conto que dá o nome ao livro, "A Mulher de Porto Pim", em que um homem desespera quando reconhece que o seu amor nunca poderá durar para sempre precisamente por este rito de passagem, a efemeridade da presença.

Só não gostei muito da história "Mar Alto", em que é relatada uma caça à baleia. Eu acho esta actividade perfeitamente horrífica e desnecessária, já que considero as baleias criaturas que devem ser deixadas sossegadas a cantar. O autor dá muita humanidade ao animal, mas também conta friamente como se apanham as baleias (com grande sofrimento para elas) e como são processadas ainda no mar. Insiste bastante em como é tão perigoso para os pescadores baleeiros. E para a baleia, não é perigoso?

A minha mãe pensava que este livro explicava como a zona de Porto Pim se parece, eventualmente, com uma mulher. Isto não acontece e muito pouco é falado sobre os aspectos da paisagem natural. O pouco, é dito com carinho.

Um bom livrinho de viagem, embora um pouco fantasiosa, que irei devolver amanhã. :)

Sem comentários:

Enviar um comentário