1.2.17

Aquarion Evol

Aquarion Evol
Kawamori Shoji - Satelight
Anime - 26 Episódios
2012
4 em 10

Para compensar todas as vezes em que o meu clube acerta em cheio, temos exemplos como este, em que sugerem coisas que não cabem na cabeça de ninguém.

Mechas divididos por géneros, com magias, com aliens, com mamocas pululantes, o que poderia dar errado? Ou a pergunta seria... O que poderia dar certo? Este anime é uma amálgama de inspirações provenientes de mechas clássicos, que funcionam apenas como pálida imitação destes. Uma narrativa vulgar, com uma conclusão totalmente esperada. Personagens estereotipados com relações pessoais exageradas que caminham para uma resolução desnecessariamente melodramática. 

A animação também não ajuda. Os designs tanto dos personagens como dos robots são completamente absurdos, reminiscente de uns anos 80 que nunca aconteceram (e ainda bem). Existe uma utilização de CG precária, mal integrada e arcaica, sem qualquer tipo de fluidez e com um nível de produção aquém das expectativas. As cenas de acção tornam-se ridículas devido à má utilização da técnica, sendo que o uso de cores é muito desequilibrado nos cenários. Estes poderiam ser mais interessantes se tivessem sido melhor utilizados, já que o setting (uma espécie de neo-Veneza) é bastante curioso. De todos os modos, a qualquer momento podem aparecer umas maminhas saltitantes, portanto nem tudo está perdido.

A banda sonora é longa e completa, mas as peças que a compõem são de um pop azeite que já foi ultrapassado há uma década. Nas situações mais intensas podemos contar sempre com um power-pop altamente épico que pode ou não envolver corais. Funciona? Nem por isso.

Um anime que me deixa enraivecida.

Sem comentários:

Enviar um comentário