28.2.17

Moonlight

Moonlight
Barry Jenkins
Filme
2016
7 em 10

Durante este fim de semana estivemos no Porto, mas logo falarei sobre isso neste espaço. Começarei por escrever um pouco sobre este filme que vimos no nosso primeiro dia de estadia.

Normalmente, quando falamos de dreads e traficantes de droga, nunca associamos essas ideias com pessoas ligadas ao ovimento LGBT. Quando um miúdo se vê na situação de descobrir a sua própria identidade sexual, como o poderá fazer num meio tão agressivo?

Este filme estádividido em três partes distintas, representando a infância, adolescência e vida adulta do personagem. A primeira parte tem uma grande influência de um personagem que toma a figura paterna, há muito abandonada pelo rapaz, que - apesar de não ser a pessoa mais recomendável do mundo - parece ser a única com a qual se pode ter algum tipo de intimidade e confiança.

A partir daí, o processo de identificação com o género tem duas vertentes: uma ligada à agressividade inerente ao ambiente social em que nos encontramos e outra ligada à sensibilidade da personagem em si, que não poderá ser aceite pelo primeiro componente. é esta dicotomia que dá o maior interesse qao filme, que para mais está filmado de maneira extremamente intimista e, muitas vezes, um pouco desconfortável para o espectador (sobretudo nas situações da infância). Há também uma forte carga simbólica relacionada com a luz da lua: todos os eventos passados nesse ambiente acabam por ter um reflexo positivo no personagem enquanto ser humano, apesar da negatividade inerente à sociologia que o rodeia.

Apenasão gostei muito da parte final, em que me pareceu que o personagem adulto não foi suficientmente caracterizado para que se pudesse tirar uma conclusão adequada às suas acções. Gostaria de ter sabido maissobre a sua actividade actual e a forma que ele teria de lidar com os outros.

Soube ontem (portanto, mais tarde) que este filme foi o vencedor do óscaqr de melhor filme. Como não vi os outros, não sei e é merecido... Mas talvez sim.. Pelo menos, é sobre um tema um pouco diferente. :)

Sem comentários:

Enviar um comentário