22.12.15

Comet Lucifer

Comet Lucifer
Nakayama Atsushi - 8bit
Anime - 12 Episódios
2015
5 em 10

Talvez a culpa seja minha por esperar demasiado de animes originais e por escolher animes pelo título. Mas a verdade é que este foi um anime muito, muito fraquito...

Passado num universo fantástico que, por alguma razão, também tem robots gigantes, conta a história de um rapaz que encontra uma miúda que sai de dentro de um calhau. Assistimos à vida deles e dos seus amigos numa suposta normalidade, excepto que anda alguém do governo e de pessoas contra o governo a tentar raptar a moça. Porquê? Só se percebe perto do final. Esta falha narrativa, supostamente encerrando um grande mistério (que se revela numa luta de chapadas entre robots, como nos melhores shounens), faz com que o anime seja bastante aborrecido e, no fundo, inconsequente. Afinal, porque gastar orçamento em vegetais a dançar se a história poderia ter sido resumida num OVA de 3 episódios?

A isto não ajudam os personagens. Completamente inadequados e sem qualquer tipo de densidade, poderiam ser estes ou outros quaisquer que a história não iria melhorar. Temos todo o tipo de estereótipos neste conjunto reduzido de personagens, sendo que talvez a única que se distinga minimamente seja a menina que era um pedregulho. Os designs dos personagens não fazem qualquer tipo de sentido dentro do contexto e as vozes são medianas, o que não ajuda nada à sua identificação e individualidade.

Dentro do meio artístico, temos cenas de animação que poderiam ser bastante boas se a utilização de meios digitais não fosse tão evidente. Está para além da minha compreensão o porquê de se utilizarem mechas nesta história, sobretudo mechas que não têm utilização prática em termos de engenharia e física. A paleta de cores é muito alargada, mas as cenas não têm qualquer tipo de beleza implícita, coisa para que muito contribuem os personagens insossos e sem categoria.

A banda sonora é típica do género e, consequentemente, muito pouco memorável.

Um anime que será rapidamente esquecido, apesar das suas boas intenções.

Sem comentários:

Enviar um comentário