8.4.15

Une Vie de Chat

Une Vie de Chat
Jean-Loup Felicioli  e Alain Gagnol
Animação
2010
6 em 10

E finalmente chegamos a uma noite extra. Para deitar cedo e cedo erguer vimos este curto filme.

Como todos sabemos, muitos gatos gostam de ir passear por aí e alguns têm mesmo várias casas onde dormem e comem e fazem todas essas coisas. Não é que não gostem dos donos ou não sejam fiéis, é assim que eles são e faz parte da sua estrutura social conviver com gente diversa. O gato deste filme tem dois donos: uma menina que perdeu a voz após a morte do pai, e que se encontra numa precária situação familiar devido à ocupação da mãe, polícia; e um ladrão de jóias.

Quando a menina descobre o ladrão, acaba por descobrir outras coisas que não deveria saber, e torna-se vítima de uma perseguição de um grupo de meliantes (com grande referência ao Reservoir Dogs). O gato e o ladrão acabam por a salvar e todos juntos vão vencer os meliantes. Como se pode ver, a estrutura da história está muito simplificada, se calhar até demais. Para um filme com um pouco mais de suco, gostaria que depois da primeira reviravolta tivesse havido um momento de reflexão, para depois haver uma outra reviravolta que levasse ao final. Assim, a relação entre o ladrão e a menina acaba por ficar um pouco falsificada, pois como se podem desenvolver semelhantes sentimentos em apenas alguns minutos? É certo que o ladrão é boa pessoa, mas...

Por outro lado, temos uma arte bastante clássica o que, hoje em dia, pode até ser tomado como muito original. Fazendo uso de um grande grupo de texturas, temos personagens realistas e com movimentos apropriados a felinos, passeando sobre cenários de telhados e céus que primam pelo detalhe e beleza.

Musicalmente, há algumas tonalidades com o seu interesse, mas nada de especialmente distinguível.

E com este filme fofinho, terminou o fim de semana do Pasco. :)

Sem comentários:

Enviar um comentário