29.3.17

I, Daniel Blake

I, Daniel Blake
Ken Loach
2016
Filme
6 em 10

Este filme estava no cinema aqui perto, mas não calhou ir ver e, por isso, acabámos por fazer a sessão cinematográfica em casa.

Quando não se pode trabalhar, a vida torna-se complicada. Daniel Blake é um senhor que foi vítima de um ataque cardíaco e, por isso, se está a candidatar a receber o equivalente à segurança social do Reino Unido. Quando não aprovam a sua candidatura, aparentemente por má vontade dos empregados, ele procura alternativas. Acaba por conhecer uma rapariga com duas crianças e tornam-se amigos.

Este filme é o retrato de uma realidade cada vez mais evidente, que pelos vistos se torna transversal a todos os países. Mostra o quão burocráticos são os elementos para que se possa receber uma ajuda no estado e como, muitas vezes, os utentes são vítimas de injustiças indiscriminadas devido à falta de disponibilidade e compreensão dos empregados do governo.

Este filme torna-se uma espécie de pequeno ataque de ansiedade, à medida que a narrativa se vai desenvolvendo. Temos um trabalho aceitável pela parte dos actores, mas a verdade é que os personagens não puxam muito ao seu desenvolvimento. Também o final foi por demais evidente e pouco emotivo dentro do contexto.

Um filme que vale o que vale pelo seu retrato social.

Sem comentários:

Enviar um comentário