4.1.16

Blood Simple

Blood Simple
Ethan Coen & Joel Coen
Filme
1984
7 em 10

Como fã dos Coen que sou, era uma falha gigante ainda não ter visto o seu primeiro filme. Feito logo depois de terminarem a faculdade, tem todos os elementos que depois vieram a caracterizar o seu cinema.

O mistério inicia-se com um estranho caso amoroso entre a mulher de um famigerado dono de bar e o empregado deste. Mal sabem eles que estão a ser seguidos por um detective privado. Quando este temível personagem aparece, uma nova peça é colocada no jogo: ele é contratado pelo marido traído para matar o casal mas, em vez disso...

A narrativa aparenta ser muito simples, mas os personagens têm tal densidade que tudo se torna num jogo de gato e rato, num jogo de suspense e medo que todos têm de conseguir ultrapassar. Temos personagens incónicos, nomeadamente o detective (até escolhi um poster mais obscuro para por aqui para não o mostrar, porque é realmente único) e interpretações fantásticas. Há uma atenção ao detalhe evidente e preponderante, sem espaço para erros. Tudo nos cenários e objectos tem um sentido e objectivo, técnica teatral que muitos filmes esquecem.

O forte do filme é o estado de espírito das personagens, que se encontram numa espécie de calma depois de uma tempestade de pânico e horror, que nunca se sabe quando irá acabar. Há sempre alguma coisa a acontecer ou alguma coisa que pode acontecer e correr pelo pior.

Blood Simple é uma obra muito diferente de um primeiro trabalho. É a génese de todos estes filmes de homenagem ao ideal americano que os Coen tão bem sabem fazer. É o filme que diz "epah, estes gajos têm jeito para coisa!"

Sem comentários:

Enviar um comentário