4.1.16

Amor Cão

Amor Cão
Alejandro Gonzáles Iñarritu
 Filme
2000
6 em 10

Há bastante tempo que queria ver este filme, pelo facto bastante simples de que gosto de cães. Mas não é um bom filme para quem gosta de cães, porque estes não passam de ferramentas narrativas.

Como é típico de outros filmes deste autor (este terá sido o primeiro de uma trilogia), há várias histórias que se cruzam num único momento, mas que não têm relação umas com as outras. O ponto que as conecta é um grande acidente de automóvel e os cães, que estão presentes em todas as histórias. Este filme caracteriza as várias faixas de uma sociedade mexicana que se esforça por se modernizar. Temos, então, a perspectiva das pessoas pobres na orla da criminalidade, a das pessoas ricas no topo do mundo, e de um homem que já se esqueceu da vida e está ali para os seus cães. São três momentos distintos que funcionam como oposição uns aos outros, sendo que cada um se exacerba nos anteriores.

A primeira história é sobre um rapaz que decide ganhar dinheiro pondo o cão do irmão a lutar contra outros cães e a apostar nisso. É uma história de encontros e desencontros, muito novelesca, em que por vezes não se compreende o porquê por trás das atitudes dos personagens. Pareceu-me a parte que estava melhor editada, pois conseguiram transmitir o espírito das lutas de cães (bem, nunca vi nenhuma com apostas, mas conheci muitas vítimas ao longo do meu percurso profissional) sem magoar cão nenhum.

A segunda parte tem ainda mais um pouco de novela dentro dela, mas há um explorar dos sentimentos dos personagens em relação à perda e à dor que tem algum interesse sentimental. O facto de haver uma separação e posterior reaproximação dos personagens, através do cãozinho, é importante, sendo que o final do arco consegue ser bastante comovente.

Finalmente, na última parte temos uma muito maior brutalidade, com um personagem memorável e muito bem caracterizado. O seu envolvimento com a família que deixou é muito emocional.

No fundo, tratam-se de narrativas de perdas e reencontros, o que tem o seu interesse, mas que estão disfarçadas por detrás de um jogo de edição que, por vezes, pode ser um pouco cansativo.

Sem comentários:

Enviar um comentário