20.4.16

Seitokai Yakuindomo

Seitokai Yakuindomo
Kanazawa Hiromishi - GoHands
Anime - 13 Episódios + 13 Episódios
2010
5 em 10

Mais um anime que roubei na lista dos nomeados do meu clube e que adensa o mistério sobre os gostos de alguns nomeantes... Porque razão alguém quereria recomendar este anime?

Trata-se de uma comédia e paródia sexual sobre nenhum tema em particular, uma sucessão de acontecimentos da vida diária de um conjunto de personagens que se caracterizam exclusivamente por serem um bando de tarados. 

Talvez já tenha dito isto, mas parece-me que há uma certa tendência a modificar os animes ecchi desta década. Em vez de o conteúdo erótico ser demonstrado pela hiper-sexualização das personagens femininas, parece-me que este é feito através de gags cómicos que envolvem jogos de palavras e objectos censurados (a maioria objectos fálicos mal identificados). Ora, isto é capaz de funcionar uma vez. Duas vezes. Funcionou em Gintama, que me parece ser o fundador desta tendência. Mas depois, começa a ser demais. E o que é demais enjoa. É o caso deste anime.

A história poderia ser valorizada pelo percurso escolar dos personagens, mas para isso necessitariamos de ter um conjunto de bons personagens. Ora, estes são caracterizados exclusivamente pelas suas manias sexuais ou pela sua pudicícia apresentada de forma "irónica". Felizmente e graças a deus, isto acaba por não ser de todo realista: isto é mau para o anime, que perde conteúdo, mas é bom para nós, porque significa que não há muitas pessoas assim no mundo real.

A arte começa apresentável mas fica progressivamente pior, havendo uma grande diferença de qualidade entre as seasons. Se ao início ainda havia uma certa dedicação em desenhar algumas partes das personagens, à medida que nos aproximamos do fim todas elas são reduzidas ao mais simplificado chibi, que se apresenta comicamente através de balões de texto e onomatopeias desenhadas.

Musicalmente, temos algum conteúdo que poderia ter sido melhor aproveitado, houvesse a narrativa dado mais dedicação a esses momentos em vez de se espalhar por piadas sobre posições anatómicas relativistas. Assim, a banda sonora acaba por ficar para trás.

Um anime infeliz, que espero que seja o último do género que eu veja em muito tempo.

Sem comentários:

Enviar um comentário