7.9.14

Midori 3

Midori 3
Evento
Têm sido uns dias muito, muito ocupados. Isto de haver três eventos no mesmo mês torna tudo muito complicado. Na verdade, confesso, estou a preparar-me com todas as forças para os concursos do evento da terceira semana de Setembro (bem, um deles), e as coisas não estão a correr tão bem como queria. Na verdade, nem sequer me inscrevi ainda.... Assim fica a explicação do porquê de não ter ido ao Midori, evento que merecia cosplay, vestida a rigor. Não estou com muito tempo e, sobretudo, não estou com sanidade mental suficiente. Mas como hoje, Domingo, não tinha nada para fazer à tarde (excepto cosplays, fiz de manhã...) pensei "porque não?" e dei um passeiozinho por lá. Aqui fica o relato desse passeiozinho.

Locais e Espaços

O Institut Français de Portugal, local escolhido para este evento, está muito bem escondido. Entre o Corte Inglés e a Praça de Espanha, é super simples chegar lá mas... Tem de se saber onde é. Tive a sorte de ir almoçar fora e de me levarem até lá de carro. Mas para me ir embora, nem sequer sabia para que lado era a linha amarela e a linha azul @.@ Felizmente dois voluntários deram-me as indicações necessárias e, realmente, sabendo como lá chegar é facílimo.

Em termos de espaço no interior, estava tudo bastante simpático. Três andares (ou seriam mais?) nos apresentavam. O primeiro, foyer de entrada, tinha a bilheteira e algumas bancas. Apesar de me terem contado que a organização das pessoas das bancas não fora a melhor, achei que as que estavam logo na entrada tiveram a melhor sorte. Porque estavam mesmo à vista e havia montanhas delas! Em termos de bancas não estava nada pobre! Para cima, uma biblioteca com mais bancas, diversos jogos de cartas que me confundiram e a banca do Midori.

Momento de história interessante: assim que cheguei, estava eu a comprar o bilhete, entraram duas moças da organização em pânico. Porquê? Tinham um coelhinho dentro de uma caixa! Imediatamente, eu, no topo dos meus elevadíssimos conhecimentos superiores, digo (com voz de quem tem conhecimentos superiores) "eu sou veterinária!" Não se preocupem, é mesmo verdade (apesar de não parecer). Assim, a primeira actividade dentro do evento foi ver se o caolhinho estava bom, já que as moças estavam preocupadas. Estava cheiinho de fome e com umas crostazinhas, mas de resto estava bom. Era muita fofinho, coitadinho. Ainda não tinha nome, podiam chamar-lhe "Midori" :>

Mas adiante. 

Para baixo estavam os artistas, que são bons artistas. Comprei uma rifa à minha velha conhecida Marta Lebre, que estava a sortear um saco de pano todo catita. Sou o número onze! E ela vai fazer um vídeo a tirar as rifas, portanto saberemos em breve se o onze foi o número premiado! =D

Ainda mais para baixo, estava o auditório e a sala de workshops.

O auditório era bastante composto e o palco pareceu-me bom. Desta vez não estive em cima dele - o que me causou tremenda impressão e um nervosismo inexplicável - mas posso garantir que as cadeiras eram fofas e muito confortáveis. Bom auditório, bom auditório. A sala dos workshops tinha umas mesinhas com todo o ar de serem usadas para aprender francês e era bem sossegado.

Conclusões: o espaço era bom e, em termos de organização dele, não tenho nada a apontar. Se bem que era Domingo à tarde e, como é evidente, nunca estaria tanta gente como nos momentos de maior afluência. Se tivesse ido Sábado depois de almoço talvez a minha opinião tivesse sido diferente.

Coisas que Fiz Enquanto Estive Lá

Verdade verdadinha só estive no evento duas horas e meia. Não fiz muitas coisas, mas as que fiz foram giras.

Primeiramente, descobri, escondido num cantinho, o convidado Japonês Toshio Maeda. A quem não sabe é um artista de manga erótico e autor do super clássico "La Blue Girl". É ligeiramente obscuro, mas é fascinante. Gostaria de ter falado com ele, ou pelo menos de ter visto o Q & A (Question and Answer, Perguntas e Respostas), mas estava por cima de outra coisa a que queria ir, de que falarei de seguida. De qualquer forma, foi com todo o gosto que tirei cinco euros do porta moedas para receber um desenho, autografado e com uma dedicatória. :) Aqui está ele! Não está ainda, depois colocarei.

Segundamente, entrei no auditório para ver um jovem a mixar dois GameBoys. Foi estranho, porque o jovem tinha uma presença de palco absolutamente nula. Mas a música era bem divertida e se a passassem nas danceterias gostaria muito mais de as frequentar. :3

Seguidamente, coloquei-me em espera na sala dos workshops. Iria haver uma prova de sake e eu adoro sake e bebidas do género. Foi muito interessante. Provámos três tipos, do mais barato para o mais caro, com explicações dadas por um profissional do negócio dos alcóois. O primeiro sabia a remédio, o segundo era delicioso, uma espécie de vodka mas com sabor a maçãs e o terceiro era semelhante ao segundo mas muito mais suave na garganta. As diferenças eram apenas o tempo de fermentação. Teria bebido muito mais do que três golinhos (bem aproveitados) de cada um, mas nummederam ;_____; Mas ao menos agora já sei onde se vendem e podem preparar-se que vai haver no meu aniversário (está próximo)

Finalmente, fui para o auditório a ver o que se passavam. Estavam a dar os filmes do concurso "Faz em Casa!". Ora bem... Eu fiz um! Eu fiz um! Querem vê-lo? :3


Mas bem, não deu enquanto eu lá estava, portanto não sei se as pessoas gostaram ou não. Espero que sim. Também não faço ideia de quando ou como ou a quem foram atribuídos os prémios disso.

Depois, mostraram uma webseries chamada RWBY, sobre a qual já tinha ouvido falar por estar toda a gente maluca com ela. Não gostei nada, achei a animação terrível, a história vulgar e as vozes irritantes. Por isso, apesar de ter visto o primeiro episódio, vou ignorar para sempre o que vi e não vou ver o resto. Viva namida! =D

E depois fui.

Nota para os Voluntários

Sempre voluntariosos, levaram-me aos locais que eu desconhecia e revelaram-me o programa das coisas. Eu tinha visto em casa, mas entre ver em casa e chegar lá já me tinha esquecido de tudo. Se calhar teria sido sábio ter uns programas para distribuir, ou pelo menos espalhados pelo espaço. No entanto, segundo o que eu tinha visto, não haveria muitas actividades sobrepostas e não foi isso o que aconteceu, quiçá devido a atrasos ou outras coisas, não interessa muito. Enfim, foram os voluntários que me deram as indicações e por isso deixo aqui a nota de agradecimento.

A única coisa que descurti seriamente foi chamarem-me sempre de "senhora". Não sou assim tão rugosa fonix! ;__________________;

E fotos? Não há fotos?

NÃO

Ok, ok. É mentira. Há meia dúzia. A minha máquinha, que já era velha como o Matusalém, deu finalmente o berro. Mas agora tenho um telefone que tira umas fotos e tal. Então tirei tudo com o telefone. Mas quando ganhei coragem (foi depois do sake, claro) para tirar fotos com o triste do telefone já não estava quase ninguém de cosplay. Portanto só tirei duas fotos a cosplays. O resto foi às coisas em geral. E ficaram todas fora do foco. Mas bem, aqui estão elas.

(Nota para a própria: comprar uma máquina nova)












Conclusivamente

Consideremos finalmente. Para o tempo que lá estive, achei que o evento foi caro demais. Mas se calhar estando os dois dias, o preço valeria muito a pena. Aliás, acredito nisso plenamente. Estava um evento simpático, familiar e despretensioso.

Valeu muito a pena para mim porque encontrei a minha querida Shingalinga, que já não via há trinta e dois milénios. :)

E assim devem ser os eventos. Encontrar pessoas, fazer coisinhas. Estou contente :>

Sentindo-me como se estivesse a comer um Gummy Bear Gigante

Sem comentários:

Enviar um comentário