26.5.13

Necromancia

Destino do Universo - Necromancia
Frederico Duarte
2008
Fantasia

Eis que também recebi o segundo volume da saga Destino do Universo, que se tinha iniciado com Avatar. Terminei de o ler ao pé de uma fonte em Tibães, a apanhar sol, enquanto ouvia os ensaios da orquestra para o Fairy Queen. Foi muito agradável.

E confesso que estava errada em relação ao autor. Afinal ele consegue escrever coisas divertidas. Este livro é bastante superior ao primeiro volume. E eu acho que é devido ao facto de grande parte da acção se passar no "mundo real", a Terra, e das interacções entre pessoas mágicas e não-mágicas. Também por estarem dragões a atacar o Colombo.

As cenas de acção continuam a ser muito abundantes, mas desta vez pareceram-me um pouco mais claras e menos aborrecidas, excepto as lutas finais. O livro deixa vontade de um terceiro volume, porque termina de uma forma muito aberta, mas creio que não existe?

E uma constatação fascinante. Sinto-me idiota por não ter percebido antes. Um dos personagens é um self-insert (auto-inserção)! Vejam comigo Frederico (Duarte) ---> Fred ---> Fredisson !!! E a mulher do Frederico, autor, chama-se Ana. E a mulher do Fredisson chama-se Annya. Apesar de o autor se ter dado um grande poder, acho que ambos os personagens e a sua relação são os que estão melhor desenvolvidos e os mais realistas, o que é claramente devido ao facto de se basearem em pessoas e factos reais. Ainda assim o autor não exagerou em os tornar Mary Sues e Gary Stus e acho isso bastante bom.

Descobri uma página no Facebook. Vou Gostar dela a ver se recebo novidades sobre um terceiro volume, um dia destes. :3

2 comentários:

  1. Os dragões no Colombo foi sem dúvida a melhor parte dos dois livros... eu lembro-me de me ter engasgado a rir xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda tive de pensar um bocadinho sobre que centro comercial é que seria, mas cúpula de vidro em praça central (com dragões) só esse :p

      Eliminar