30.6.12

O Talentoso Mr. Ripley

O Talentoso Mr. Ripley
Anthony Minghela
Filme
1999
7 em 10

Visto esta tarde na companhia da minha mãe, que fez o favor de me ir informando do que ia acontecer mais para a frente, O Talentoso Mr. Ripley é um grande filme com uma das melhores representações de Matt Damon (actor que aprecio muito, fiquem sabendo).

Mr. Ripley é um miserável que toca piano mas que é um vigarista. E acontecem várias coisas e ele acaba por se apoderar de uma identidade, a de um playboy Americano que está como turista na Itália, a desfrutar das coisas boas da vida. E assim o filme divide-se em duas partes partidas por um zénite emocional: o conhecer os maneirismos de Dickie e o crescer da atracção versus a manutenção da farsa e o arrependimento. É um filme muito denso em emoções, bastante espesso (palavra retirada do próprio filme) no que respeita a sensações.

Mas o melhor deste filme é sem dúvida o actor. Mais que a imitação dos vários personagens, ele realmente se torna nelas. O mais interessante é que Ripley, não Damon, continua a cometer alguns erros, o que torna tudo mais verosível.
 
Belas imagens da Itália no final dos anos 50, excelente guarda roupa e caracterização. No entanto o filme encontra algumas falhas de argumento, prova de que o Talentoso Ripley afinal não é tão esperto como devia ser. Música pouco interessante, excepto partes em piano.

Filme recomendado pelos grandes actores. Até dá gosto ver coisas assim.

Sem comentários:

Enviar um comentário