3.5.16

Vittorio, O Vampiro

Vittorio, O Vampiro
Anne Rice
1999
Romance

Fora o Dracula, este foi o meu primeiro livro de "vampiros a sério". Foi-me gentilmente cedido através do BookCrossing, e estava muito motivada para o ler.

De certa forma, foi bastante diferente do que estava à espera. A história deste vampiro, o Vittorio, é mais a história da transformação do humano em monstro do que a vida diária do monstro propriamente dita. Narrado pelo próprio (segundo a autora, o manuscrito foi recolhido das mãos do próprio), conta a vida desde a infância até ao momento em que há a condenação final, devido a uma vitimização pelas mãos de um amor inusitado e impossível de classificar.

Vittorio é corrompido por uma corte vampiresca e satânica, que vive do consumo de pessoas "defeituosas" de uma aldeia próxima, sendo que depois acaba por encontrar uma série de figuras angélicas e mitológicas da religião cristã e acaba por se conformar ao seu amor pela vampira que o converteu. Assim, acabamos por saber muito pouco do que é "viver como um vampiro", sendo que a maior parte da narrativa se concentra nas alucinações visuais do nosso personagem perante o envenenamento do seu corpo e alma.

No entanto, o livro está muito bem escrito. As descrições são muito puras e vívidas, embora haja uma certa insistência na cor vermelha que poderá tornar-se repetitiva, sendo que a linguagem está muito bem adaptada ao personagem em questão. Apesar de termos uma série de bibliografia comentada no final, não há assim tantas descrições detalhadas da vida em Florença neste século. Mas, ainda assim, o ambiente está recriado de forma subtil e acabamos por nos reencontrar nestes locais, mesmo sem nunca os termos visitado.

Talvez este não seja o melhor livro da autora, mas fiquei bastante curiosa para ler outros. Fica este volume para libertar numa altura conveniente. :)



Sem comentários:

Enviar um comentário