8.11.15

Lisboa Games Week 2015

 
Lisboa Games Week 2015
Evento

Convenhamos, vamos admitir: aqui a minha pessoa percebe pouco ou nada de jogos. Então, que interesse poderia ter semelhante criatura num evento dedicado exclusivamente a jogos? Bem, duas razões. A primeira... Curiosidade. A segunda... Cosplay!

Apesar de não saber nada sobre jogos e de não os jogar há uma década, é um meio artístico que continuo a apreciar à distância, sem participação. Assim, fui a este evento com esperança de poder experimentar alguns aparelhos e, se calhar, renovar a minha apreciação pelos jogos. Por outro lado, havia uma grande vantagem: cosplayers entravam gratuitamente. Para além disso, havia um concurso e eu estava vontade de fazer um sukito daqueles mais pacíficos, mais na boa, mais calmos, uma espécie de relaxamento depois desse grande stress emocional que foram as inglaterras. Portanto, lá fui eu!

Fui só no Sábado o que, sem dúvida, não foi uma boa opção. Os meus planos de experimentar jogos cairam por terra quando constatei que, para toda e qualquer actividade, existiam filas gargantuescas nas quais teria de gastar imenso tempo, facto para o qual eu não estava mentalmente preparada nem motivada. De resto, existiam vários pavilhões com vários conceitos interessantes. O que mais tive pena de não experimentar foram os jogos experimentais das faculdades. Também havia muita Sony, alguma Nintendo, alguns jogos online. No entanto, não vi nada que se parecesse com esse estilo que tanto aprecio, o RPG e o MMORPG.

O evento estava atafulhado de gente, o que tornou as movimentações com o meu fato (eu tinha umas asas em largura) muito complicadas. Ainda assim, parecia-se mais ou menos com isto:






Enfim, mas falemos do dia lá passado. Cheguei logo depois de almoço. Apesar da minha aversão a conduzir, levei o carro por uma série de razões e tive de o deixar estacionado no parque da Estação do Oriente. Até à chegada ao evento, nenhum sinal de algo geek se passava por aquela zona... Mas quando me comecei a aproximar o Pavilhão 4 da FIL, já se começava mais a parecer com um evento. Achei graça ao olhar perdido de diversas crianças que tinham sido trazidas pelos pais para ver outras exposições, que deviam ser chatíssimas a comparar com a dos Games... Fui para as informações, onde me indicaram um jovem que me deu um bilhete. Estava um calor de morte, portanto foi com alívio que coloquei as minhas asas e passei a estar de vestido sem ombros. Rapidamente, encontrei a banca da Weatherlight Workshop, onde tratavam dos assuntos relacionados ao concurso, onde confirmei a minha inscrição e todas essas coisas. Aprendi, então, que o concurso começaria às 15:00. Eu estava convencida que era às 16:00 e, mais uma vez, me arrependi de ter chegado tão tarde e más horas.

Fui andando por aqui e por ali e descobri que havia um espaço exterior com comidas. Portanto, todas as pessoas que estavam em pânico por não poderem entrar e sair, tinham ali um espaço para relaxar. Quanto ao entrar e sair, é mesmo assim que funciona a FIL e não é questão de má organização do evento. Na verdade, dentro de um evento, não há razão para sair dele. Nem mesmo num festival de música e todos esses locais semelhantes. Se não houvessem comidas, nem espaço ao ar livre, nem casas de banho... Aí também estaria revoltada. Assim sendo, é mesmo parte da conformação dos pavilhões e ninguém tem influência nisso (muito menos os organizadores do concurso, que levaram por tabela estas reclamações sem merecerem). Se tiverem um achaque e tiverem de sair, terão de admitir que provavelmente não estarão em condições para voltar a entrar, né?

Estabelecendo comunicações, fui tirando fotos e distribuindo os meus cartões. Revela-se que é muito menos popular em Portugal dar um cartão a dizer "olha, vou por a tua foto aqui" do que nesse país que é o "lá fora". Acho que deve dar ar de sermos uns convencidos, ou isso. Aproveitei para ver a secção das bancas de artista, que estavam muito bem arrumadas e cheias de gente a ver coisas. Procurei também algo sobre jogos de tabuleiro, mas a busca foi infrutífera.

Aproveito para vos mostrar as minhas aquisições. Desta vez foram pouquíssimas...

  • Um laço de origami feito em cortiça, para por nos meus cavelos
  • Um autocolante com um pug que me lembra um antigo paciente meu :)
  • Cartões e folhetos diversos
E depois começa o concurso. Com um imbatível número de 18 participantes, foi um dos concursos mais completos que vi ultimamente. Para começar, a organização está de parabéns. Tudo começou a tempo e horas, havia liberdade suficiente para vermos todos os sukitos uns dos outros e conseguiram chamar muita gente (talvez pela paleta incrível de prémios que ofereciam! Desta vez fiquei quase com pena de não me ter calhado nenhum, hehehe). Para além disso, havia um elemento original: a fofa "apresentadora" ficava um bocadinho à conversa com cada um de nós e dava para partilhar um pouco do que era fazer estes fatos. Pessoalmente, gostava que ela me tivesse perguntado sobre o skit e acho que fiz uma figura péssima a falar das bolachinhas dos países todos e de que fiz o meu fato com restos. É tudo verdade! Mas não fica bem, acho eu... ;__; Mas houve momentos curiosos, como o amigo que ia de samurai cheio de olhitos que disse que tinha sido o filho a pedir-lhe para fazer o fato! :) Como crítica, coloco apenas o facto do palco não ser muito grande e de ter uma alcatifa perigosa que se mexia e que ia levando algumas pessoas a cair de cueiro no chão (eu inclusa). No entanto, o facto de ter uma televisão à nossa frente foi altamente útil para saber quando o skit ia começar, hehehe.

Como queria muito mostrar este sukito a quem me direito, pedi a uma moça (que entrou depois de mim e eu desconhecia, se soubesse não lho tinha pedido... Desculpa, moça!) que me gravasse a cena. Ela fez-me esse favor imenso e, portanto, fica aqui o meu imenso OBRIGADA!!! Foi mesmo muito simpático da parte dela, sobretudo porque ela ia entrar a seguir e devia estar nervosa de uma forma ou de outra e, favas contadas, foi uma atitude simplesmente mega-fixolas e devia haver mais pessoas assim neste planeta a que chamamos Terra. :)

Acidentalmente, gravei também segmentos de outros skits. Deixo-os todos aqui. Infelizmente não são os skits completos, peço desculpa aos intervenientes, mas eu gravei estes pedaços por puro acaso enquanto tentava tirar fotos. Também só tirei fotos às pessoas que vieram depois de mim, porque não me lembrei que tinha a máquina até ao momento de ter saído do palco.

Segmentos de Sukitos

Estou a ter dificuldades no upload, portanto mantenham-se ligados que em breve os colocarei aqui ;)


Ainda agurdámos bastante até à entrega dos prémios. Eu esperei porque estava convencida que ainda íamos tirar uma foto de grupo e ser fixes, mas isso não aconteceu. De resto, achei que os prémios foram totalmente merecidos, quer no contexto de construção do fato quer no contexto de skit. Mostraram coisas muito interessantes! :) Para além disso houve um sorteio de três t-shirts com aspecto bacanóide, mas como em rifas nunca me calha nada desta vez também não me calhou. ;__;

Ainda estive algum tempo em conversações (aproveitei para entregar uma peruca à vencedora do giveaway da minha página no face) e estabeleci contacto com um pessoal de um fórum em que participo. Não os consegui encontrar, também já estava cheia de vontade de me ir embora, mas descobri que alguns eram da Margem Sul. Até me ofereci para lhes dar boleia, mas não aceitaram... Ainda bem, porque na saída apanhei milhões de trânsito, a entrar na Segunda Circular e a sair da Ponte. Não sei porquê, acho que toda a gente deve ter aproveitado o Verão de São Martinho a ir à praia...

Mas devem estar todos a perguntar-se qual o resultado de tanto passeio e conversações! Pois é, falta verem as...

Fotos

 Estas meninas conheceram-me, senti-me tão famosa! Ou não xD
 Primeiro lugar, o amigo que tinha sido incitado pelo filho a fazer o fato. Estava fantástico!
 Terceiro lugar, os sabres de luz desmontavam-se e foi bué à frente!


 Segundo lugar, que skit maravilhoso!



 Foi a moça que filmou a minha cena, milhões de milhares de centenas de dezenas de unidades de obrigados!


Conclusões Conclusivas

Este é o tipo de evento que não pode ser visitado num único dia, sobretudo se grande parte dele for ocupado em actividades específicas, como foi o meu caso. Quero muito, para o ano que vem, voltar e gastar um dia a experimentar todos os jogos e todas as bancas e tudo e tudo e tudo!

Foi uma experiência gratificante, de qualquer forma, porque o concurso de cosplay estava muito bem organizado. E foi um prazer para mim interpretar aquele sukito. :)

Portanto, vamos ver-nos lá para o ano, está bem? :)

Desta vez não termina com uma foto da minha pessoa porque até agora não encontrei nenhuma. Talvez quando as encontrar coloque aqui alguma para finalizar, haha!

Sem comentários:

Enviar um comentário