8.7.14

Homenagem a Fela Kuti

Homenagem a Fela Kuti
Concerto
Digamos que a tarde começa de uma forma muito agradável. Mas que a noite não podia ter sido pior. Horrorosa!

Começamos com um jantar numa tasquinha habitual onde sou servida da mais terrível das maneiras. Arroz queimado a estalar ainda na língua, subimos por ruas e avenidas até ao infinito, por indicações erráticas de dois polícias idiotas. Chegamos ao Intendente, estou eu a deitar os bofes pela boca. Porque, na realidade, andar muito tempo a subir dá-me uma certa dor no peito (que não é no coração, porque é do lado oposto, ao menos isso)

E lá chegados, o que está lá? Ruído. Muito ruído.

Eu não sabia quem era Fela Kuti, nem que música era, nem sobre o que é que era. Uma análise mais detalhada do evento no Facebook, indica que este concerto era uma homenagem ao citado artista, com a participação das seguintes bandas:

 Big Band Felamonkuti (França)
& Master Kiala King K (Nigéria)
*Fela’s Egypt 80 Ghetto Blaster*
feat

Voodoo Singer Nazaire Bello (Benin)
+ Irmãos Makossa (Portugal)

Mas não sabia eu distingui-las umas das outras. Para mim eram apenas vinte bichos em palco a fazer um barulho medonho! Não posso assegurar que isto esteja na natureza da música a ser interpretada. Na realidade, tudo pode ter sido culpa de uma acústica horrível e de uma produção de som atabalhoada. Oh não, não são para repetir concertos no Intendente!

Porque estas músicas, que poderiam ter tudo de interessante (mensagens contra o apartheid e tudo), apenas me soou como um ritmo feito de tamboretes africanos e uma barulheira metalizada por cima, que entrava e saia cada vez mais alto, para grande horror do meu encéfalo, que se sentia consumido por chamas, e dos meus ouvidos, que se sentiam prestes a rebentar em pequenos fios sangrentos.

Absolutamente dantesco, nem fiquei com vontade de ouvir a música em casa para conhecer melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário