16.7.17

Antigas e Novas Andanças do Demónio

Antigas e Novas Andanças do Demónio
Jorge de Sena
1976
Contos
Este é aquele tipo de livro que eu gostaria de ter escrito. Todos os contos são tão feitos para mim que eu sinto que poderia ter sido eu a criá-los. E isso dá um gozo tão grande quando se lê que não posso deixar de recomendar.

Estes são contos, escritos ao longo de vários anos, sobretudo os da juventude do autor,. que falam de pequenas coisas que podem ou não ser ligeiramente demoníacas. São contos estranhos, muitas vezes surreais, muitas vezes com um toque de infantilidade perversa que os torna absolutamente inesquecíveis.
 
O meu conto preferido, e que me ficará durante muito tempo na memória, é o do peixe-pato. Achei-o igualmente triste e encantador, um pouco aterrorizante, como um sonho que tem tudo para dar uma noite descansada mas que se vai alterando até se tornar num foco de melancolia.
 
Não gostei especialmente dos vários contos dedicados ao Natal, pois me pareceu que a caracterização deste feriado estava feita de forma demasiado religiosa (embora seja difícil de fugir a este facto).
 
De todos os modos, foi um livro que adorei ler e que adorarei reler um dia mais tarde. Espero que, podendo, lhe dêem também uma oportunidade!

Sem comentários:

Enviar um comentário