20.9.15

Super GALS! Kotobuki Ran

Super GALS! Kotobuki Ran
Kobayashi Tsuneo - Studio Pierrot
Anime - 52 Episódios
2001
5 em 10

Curiosamente, tinha lido um volume do manga que deu origem a este anime há bastante tempo. Arranjei-o em Madrid, quando fui lá a um evento de anime com a Hota-chan :)

Este anime fala da vida diária de três raparigas muito fashion e dentro da moda, verdadeiras GALs, que era o antigo nome dado a esse estilo de moda que é o Gyaru. Infelizmente, o anime não explora nada sobre moda, nada sobre as personagens e nada de nada. É apenas o relato das suas aventuras e desventuras em Shibuya e estas, pois... Não têm interesse algum. Para começar, seria de esperar que um anime em que as personagens vivem e respiram moda falasse um pouco disso: moda. Mas não existe um único toque nesse aspecto. As personagens usam pouquíssimas combinações de roupa, o que até faz sentido já que são estudantes do secundário sem muito dinheiro, e a única reflexão sobre elas é que "precisam" das peças. Não há nenhum comentário social aos seus utilizadores, não há nenhuma comparação entre outros estilos de moda presentes na época fora o Gal e o Ganguro (e, acreditem, no final dos 90s e início dos 00s,Shibuya era um poço de contemplação e inspiração)

Para lém disso, não há nenhuma narrativa coesa que ligue as diversas aventuras e que aponte para um final. Acontecem muitas coisas, é certo, mas nenhuma delas parece ter consequência de maior. Isto teria sido muito importante para que as personagens e pudessem desenvolver e isso não aconteceu. Na génese, as personagens são muito ocas e não têm complexidades, pelo que algum desenvolvimento teria sido bem vindo. Apenas Aya, uma das amigas, tem uma referência (logo no início da série) que teria sido importante e muito interessante em termos de crítica social, mas isso é rapidamente esquecido na medida em que ela é incluída nas aventuras. Acaba por ser ela a personagem mais interessante porque é a única "diferente": é a única que não fala aos gritos. Por mais que eu queira dar o braço a torcer às actrizes, aqui a prestação é muito insuficiente e ruidosa, tornando toda a experiência deste anime fastidiosa.

A arte é terrível em todos os aspectos. Mesmo tendo em conta o ano de produção e o facto de isto ser um anime de paródia, as caricaturas feitas são muito estranhas e de aspecto hediondo, sendo que as cenas de animação estão incompletas e pouco cuidadas. Existem alguns momentos que teriam um potencial para a beleza, se não fossem interrompidos por situações caricatas e caricaturais que, constantemente, invadem o ecrã.

No quadro da irritação causada, a música também contribui bastante. OPs e EDs estranhas e pouco relacionadas, músicas do parênquima com uma energia digital que apenas me causa taquicárdia e desconforto.

Assim, este anime cai no ridículo e isso é muito triste. Porque ele teria potencial para ser algo bastante bom e para ser inspirador, mas não o consegue de maneira nenhuma.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Opa, eu gostei! Não acho que seja uma série para se levar a sério e diverti-me bastante com os disparates da Ran. Gosto desse "overacting" um bocado parvo e a série não é demasiado longa para fartar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez o meu desapontamento tenha sido devido a uma expecativa diferente... Quando fui ver tinha ouvido muito falar em como este anime era inspirador, em termos de moda urbana e isso, mas depois eles nunca falam do assunto, então fiquei triste :<

      Eliminar
    2. Pois, eu fui de mente mais em branco e achava o artwork engraçadinho.
      É só uma série parvinha mas que dá para rir um bocado. E o golpe das botas da Ran é impagável ^__^

      Eliminar