26.10.13

O Amor Infinito Que Te Tenho

O Amor Infinito Que Te Tenho e Outras Histórias
Paulo Monteiro
2010
Banda Desenhada
Como vim a adquirir este livrinho, este álbum, merece uma explicação. Quando fomos à Kingpin descontar o prémio que tínhamos recebido no concurso de skits de cosplay do Anifest, podia ter comprado manga. Até havia um volume de uma colecção que estou a fazer (mais ou menos). Mas então olhei para a secção de BD portuguesa. E pensei... "Porque não?" Eu nunca tinha lido BD da nossa terra, li muito pouca BD no geral, não sei nada sobre isto. Assim, este comentário não tem uma avaliação numeral, uma classificação de 0 a 10, porque não sei como o classificar, não tenho muitos termos de comparação nem sei medir a qualidade de uma BD tão diferente do formato Manga a que estou habituada. Entendam, portanto, este comentário como uma opinião mais pessoal e objectiva do que o habitual.

Este álbum contém um conjunto de histórias curtas do prolífico e multi-facetado autor Paulo Monteiro, que aparenta ter feito de tudo um pouco ao longo da vida. São histórias muito íntimas em que o autor revela com muita sensibilidade uma parte integrante dos seus sentimentos e da sua vida, em que se revela sem pudor e sem vergonha da opinião alheia.

A narrativa é muito simples e muito poética, cada história é quase um poema ilustrado. O conteúdo é forte e arrepiante. Isto é valorizado pelo desenho, simples, de traços fortes, muitas vezes negro, uma viagem ao íntimo do homem, cheio de solidão e miséria.

As minhas histórias preferidas foram as duas primeiras.

Estou em dúvida se hei-de oferecer este pequeno livro a um apreciador de BD que eu conheço muito bem ou se apenas o empresto ou o quê... Mas acho que estou rendida à BD nacional. Tenho mais um álbum que comprei com o prémio para ler e aí decidirei se passarei a investir aqui ou não! De qualquer forma, este foi um achado maravilhoso.

1 comentário:

  1. Olá Ladyxzeus!

    Fiquei muito feliz por teres gostado do livro :)

    Beijinhos

    Paulo

    ResponderEliminar