5.11.12

Katanagatari

Katanagatari
Iwasa Gaku -  Aniplex
Anime - 12 Episódios
2010
6 em 10

Ai a motivação com que eu estava, 12 episódios vêem-se num instante. Mas afinal não. São 12 episódios com 50 minutos cada um. Lançados uma vez por mês. Oh bem, não se podem ter só coisas boas na vida.

O interessante deste anime é a arte, animação e design de personagens. Os fundos são complexos e apaixonantes, com um certo tradicionalismo impresso neles. Já o design é extremamente original, com roupinhas muito giras (e cosplayáveis). Aliás, fica aqui um exemplo:

O interessante destes designs é que não têm em absoluto nada que ver com a história ou o setting em que esta é passada. São muito coloridos, para uma história negra, e muito fofos. Até eu faria um cosplay, mas veremos a seguir o porque não. Quanto à animação, excelente produção. Temos todos os episódios uma luta de proporções épicas, com recurso a técnicas computorizadas que funcionam extremamente bem, numa explosão de cores e efeitos especiais.

O problema desta série é... Tudo o resto.

A história é simples: uma gaja faz com que um gajo vá à procura de umas espadas. E assim temos uma base de monstro do mês (12 episódios, 12 espadas) que não tem grande lugar por onde pegar.

As personagens são muito básicas e verdadeiros estereótipos, um genki bói e uma tsundere que se unem e que acabam por desenvolver uma relação. Esta parece um pouco forçada logo desde o primeiro episódio. A relação entre personagens mais interessante acaba por ser aquela da irmã, mas cortam-lhe as asas a meio da série. O culminar de tudo é frustrante e leva-nos a pensar o porquê de terem feito isto.

A música é um aspecto excelente desta série, extremamente variada (uma ED por episódio) e muito intensa.

No entanto a arte e a música não compensam a falta de conteúdo desta série. Poderia ter sido muito interessante e um excelente trabalho não fossem os momentos de comédia fora do contexto e a personalidade básica dos personagens.

Fosse um filme ou uma série com tempos normais até recomendava, mas assim não.

Sem comentários:

Enviar um comentário