31.5.17

Ma Vie de Courgette

Ma Vie de Courgette
Claude Barras
2016
Animação
7 em 10

Consagrado e premiado filme de animação, esta foi uma das revelações do panorama cinéfilo do ano passado.

Courgette é um rapazinho. Não é um vegetal, não. Só gosta de ser chamado assim. Apesar de viver uma vida um pouco estranha, é feliz. Mas... A sua mãe morre num trágico e patético acidente. Então, ele vai para um abrigo de crianças em situações difíceis, onde terá de enfrentar um grupo de miúdos da sua idade que tem muito mais problemas do que possa imaginar, acabando por criar laços de amizade com eles e, talvez, conseguir salvar alguns dos seus próprios fantasmas.

Este é um filme pesado, forte, que se fosse feito de outra forma que não fosse animação seria demasiado sério para passar numa televisão. Não será de todo um filme dirigido a crianças, apesar de falar sobre crianças. Fala apenas sob uma perspectiva que raramente observamos: a das criaqnças frágeis, com pais que não as puderam ajudar. É um filme que dá uma grande lição sobre o verdadeiro significado de uma família e como nos podemos integrar num grupo que, aparentemente tão diferente de nós, pode tornar-se muito importante.

A animação é de excelência, com uma atenção ao detalhe imbatível e um excelente uso de texturas. Apenas me pareceu que os detalhes de espaço e de objecto poderiam ter sido um pouco melhor trabalhados, pois perdem um pouco de realismo dentro do contexto. As cores são suaves, embora haja secções em que se tornam ligeiramente monótonas.

A música integra-se bem, mas a variação do tema acaba por não impressionar grandemente.

Talvez o ponto menos positivo deste filme sejam os momentos cómicos, que - na infantilidade dos personagens - parecem um pouco forçados.

De resto, recomendo vivamente!

Sem comentários:

Enviar um comentário