7.5.17

Dias Tranquilos

Dias Tranquilos
Kenzaburo Oe
1990
Romance

E o último livro que trouxe da LFL da Quinta das Conchas. Na verdade, o único que queria realmente ler, hahaha ;)

Este nobel da literatura tem um tema recorrente nos seus livros, que é a sua experiência autobiográfica na relação com a família e o filho deficiente mental. Neste livro ele coloca a narração na boca da sua filha do meio, Ma-chan, numa fase em que o autor (e personagem) e esposa se afastam para os Estados Unidos para reparar a criatividade do senhor, deixando os filhos entregues a si próprios.

É relato, efectivamente, de dias tranquilos. O autor mostra-nos um pouco da vida diária dos três irmãos, com todas as complicações que vão acontecendo e também todas as coisas boas. é um verdadeiro fatia-de-vida, pois muitas partes do livro são apenas conversas sobre temas pouco específicos ou mesmo a descrição de filmes ou livros que afectaram as personagens.

No entanto, reparo que neste livro há um certo debate do autor com os temas religiosos, nomeadamente com os dos católicos, sendo que existem muitas discussões sobre estes assuntos entre os intervenientes do livro.

Uma leitura agradável, mas que não é de todo simples.

Sem comentários:

Enviar um comentário