30.6.14

Sidonia no Kishi

Sidonia no Kishi
Shizuno Koubun - Starchild Records
Anime - 12 Episódios
2014
5 em 10

Desta Primosa season que passou, escolhi este porque me pareceu ser o que tinha mais potencial para ser o anime da season. Mas parece que esta season não há anime da season... Isto foi uma experiência muito díspar, entre o horrível e o muito bonito. Vejamos.

Sidonia é uma estrutura no espaço, uma cidade altamente militarizada. Os militares, cadetes e soldados em geral, lutam contra umas criaturas misteriosas, alienígenas vivos e com placenta que têm como agenda destruir Sidonia. E há uma cozinheira que é um urso. A história não tem nada demais, mas poderíamos esperar algumas interacções alienígenas que nos dissessem coisas sobre a vida humana. Mas isso não acontece. Pouco ficamos a saber sobre os aliens propriamente ditos, apesar de estarem a decorrer experiências com eles (e pelas experiências até parecem ser bem simpáticos. Estou a referir-me ao alien que parasitou a moça que ficou autista, claro)

Ficamos, pois, a saber sobre as personagens. E é aqui a primeira grande falha deste anime. Onde se poderia distinguir, com personagens densos e sob a tensão de terem de lutar numa guerra impossível,  encontramos um conjunto de adolescentes que nada mais fazem do que adolescentar, verbo que traduz todas as coisas que essas pessoas fazem, como ir passear no fundo do mar, salvarem-se uns aos outros no espaço, terem paixonetas ou terem ciúmes. Tudo isto de roda de um personagem principal sem o menor traço distinguível. Se há diálogos interessantes? Sim, de vez em quando. Raramente. Mas isso não compensa a falta de conteúdo. E os adultos? É com eles que tentamos perceber o funcionamento de Sidonia e o passado. Mas nada é claro. Movem-se por interesses ou por emoções... E porque é que a cozinheira é um urso? Qual a necessidade?

Outro aspecto divisível é a animação. CG, CG puro. Mas CG moderno, daquele que quase parece 2D. Mas que não é. Ora, isto é um pau de dois bicos. Dois bicos bem bicudos! Se por um lado temos momentos gráficos de grande beleza (por exemplo, quando estavam os dois perdidos na nave espacial a fazer fotossíntese), por outro lado temos cenas de animação que muitas vezes são simplesmente... Pavorosas. Olhos partidos, é o que digo. Não é *sempre*. Diria que temos cenas terríveis tantas vezes como um anime em 2D. Mas como é CG nota-se muito mais, é muito mais flagrante. Realmente, esta técnica tem de ser muito bem usada para funcionar bem... E não se pode abusar!

Musicalmente, nada fora do contexto. Nem especialmente bonito, mas também nada de especialmente mau... Indistinguível. Nada a apontar, nem de certo nem de errado.

Um desapontamento e sem dúvida o pior da season. Quanto ao melhor... Pelos vistos do que eu estava a ver só três terminaram e nenhum deles foi nada de especial. Por isso temos uma season sem melhor. Que pena.

Sem comentários:

Enviar um comentário